O Valor de Mercado de Neymar Despenca – Veja os Números

O valor de mercado de Neymar Jr. continua caindo vertiginosamente. Por isso os números do atleta estão chamando a atenção de todos os que gostam do esporte. Realmente, apesar dos esforços, o ano de 2019 não tem sido um dos mais positivos para a carreira do jogador.

Segundo o jornal francês “L’Equipe”, Neymar teve a transferência mais cara da história do futebol, quando foi vendido pelo Barcelona. Ele chegou ao PSG em 2017, adquirido pela bagatela de 222 milhões de euros. Mas, infelizmente, jogou apenas 51,8% das partidas desde que chegou.

Escândalos abalam valor de mercado de Neymar
Os escândalos e/ou as contusões abalam significativamente o valor de mercado de Neymar.

O dia a dia do jogador tem luxos e confortos que lhe foram atribuídos pelos seus méritos no futebol. Por isso, listamos aqui sete deles pra que você confira como é um dia na vida de Neymar.

Comparando os números dos melhores

Também em janeiro de 2017, para não ser uma comparação injusta, Lionel Messi disputou 87% das partidas do Barça, enquanto Cristiano Ronaldo atuou em 77% dos compromissos por Real e Juventus.

De onde vem os números?

O CIES (International Center for Sports Studies) é um centro de estudos independente localizado em Neuchâtel, na Suíça. Foi criado em 1995 como uma fundação pela Federação Internacional de Futebol (FIFA), a Universidade de Neuchâtel, a cidade e o estado de Neuchatel.

PROPAGANDA

Segundo o CIES, usando “uma abordagem multidisciplinar (lei, sociologia, história e administração), eles oferecem pesquisa, educação de alto nível e serviços de consultoria para o mundo do esporte”. Primeiramente, o CIES tem como objetivo “ser uma ponte entre os mundos das organizações de pesquisa, educação e esportes.”

Além disso, o CIES é um centro de pesquisa como o Football Observatory, especializado na análise estatística de dados de futebol / esportes, e o CIES Sports Intelligence , uma equipe focada em aspectos de governança esportiva, finanças, jurídico e desenvolvimento.

Mais números sobre o valor de mercado de Neymar

Essa instituição especializada e mundialmente conhecida por realizar diversos rankings no âmbito esportivo, divulgou uma avaliação recente do preço do “passe” de Neymar. Contudo, ao contrário das outras vezes, o que chamou a atenção foi a queda desse valor.

Em janeiro de 2019, Neymar da Silva Santos Júnior foi avaliado pelo CIES em 213 milhões de euros (933,35 milhões de reais). Agora, entretanto, a avaliação ficou, no máximo, em 150 milhões de euros (R$ 657,28 milhões). Ou seja, houve uma queda de, no mínimo, cerca de R$276 milhões.

Por outro lado, avaliando a transferência de Neymar do Barcelona para o PSG, nota-se que a queda é ainda maior. Porque, para contratar o camisa 10 da seleção brasileira, o clube desembolsou, em 2017, a bagatela de 222 milhões de euros. Em valores atuais cerca de R$976 milhões.

As contusões também afetam o valor de mercado de Neymar

Rodrigo Lasmar, médico da seleção, faz uma afirmação que deixa uma pulga atrás da orelha dos contratantes do jogador. Porque ele afirma que existe uma conecção entre o estilo de Neymar as contusões:

“As duas lesões (fratura do metatarso e torção de tornozelo) não têm nenhuma relação direta. Elas têm o mesmo mecanismo causador. A virada do pé, tornozelo, que na primeira ocasião levou a uma fratura da base do quinto metatarso e também a uma ruptura dos ligamentos do tornozelo. Agora, desta vez, no mesmo mecanismo, por uma fatalidade, o estilo dele jogar…”

Se o doutor Lasmar afirma que o estilo de Neymar propicia o surgimento de lesões, por outro lado, ele afirma que as duas lesões não tem conecção uma com a outra. Parece confuso, mas não é. A origem das lesões é a mesma, contudo o local é diferente.

O médico completa dizendo: “Ele sofre a falta, protege, tenta sair da falta e acaba virando o pé e isso acaba forçando mais. Nessa ocasião, ele não teve nada no metatarso, mas sofreu uma ruptura dos ligamentos laterais do tornozelo.”

A pressão fora dos campos

Sem dúvida, a parte psicológica poderia influenciar um atleta. Ou dentro de campo, atuando, ou fora dele, numa recuperação de lesão. Quando questionado sobre o assunto, o doutor Rodrigo respondeu sem se comprometer:

“Várias coisas podem influenciar quando falamos de alta performance. Quanto mais focado o atleta está vários fatores podem influenciar. Seria leviano colocar isso como uma causa. A lesão que ele teve não pode ser associado a essa situação. Mas, sem dúvida nenhuma, vários fatores podem estar envolvidos numa situação dessa, mas não existe essa resposta.”

Entendendo a crise

O ano de 2019, sem dúvidas, tem sido extremamente turbulento para Neymar. Principalmente porque essa última lesão custou a sua participação na Copa América. Além disso, as polêmicas que o cercam, vão desde agressão ao torcedor até uma acusação de estupro.

Neymar deixou a delegacia no Rio de Janeiro, depois de prestar depoimento, aparentemente bastante confiante. Acima de tudo, nota-se um apoio popular no que toca, especificamente, esse caso da acusação. Isso, de alguma forma, pode estar consolando o atleta.

PROPAGANDA