O que é o Vale Gás? Como Funciona? Saiba solicitar o seu!

O Vale Gás ou Auxílio Gás foi um dos primeiros benefícios sociais criados no Brasil, no ano de 2001. O objetivo é facilitar o acesso ao botijão para a população mais necessitada. O que muitos não sabem é que o benefício ainda existe, apenas foi incorporado ao Bolsa Família.

Como conseguir este benefício?

O governo fez a unificação do Vale Gás junto ao programa social Bolsa Família.

O que é o Vale Gás? Como Funciona? Saiba solicitar o seu!

Esta atualização garante que as famílias que possuem o cadastrado no programa ganhem uma quantia adicional de até R$ 15,00  à cada 2 meses para auxiliar nos custos com o gás de cozinha.

O cartão do Vale Gás era distribuído entre as famílias que já  eram beneficiárias do extinto Bolsa Escola e mais outros programas sociais que faziam parte da Rede de Proteção Social.

Porém, mesmo com todos estes programas, estudos apontaram que diversas famílias sofriam com a desnutrição e ainda não conseguiam adquirir comprar o gás com frequência, por isso, foi importante manter e atualizar a forma de distribuição do Vale Gás.

Quem pode receber o Vale Gás?

Para ter acesso ao Vale Gás 2019 é obrigatório estar cadastrado no Bolsa Família, porém, só isso não basta.

É preciso que esses beneficiados possuam um rendimento mensal dentro do que é exigido pelo programa, apresentando comprovante desses valores.

Podem ser beneficiadas família que possuam vencimentos per capita mensal de até R$ 85,00, de R$ 85,01 até R$ 170,00 e que recebem até R$ 170,00, desde que possuam adolescentes na idade entre 16 e 17 anos.

Além disto, é preciso apresentar a identidade, CPF, Carteira de Vacinação e comprovante escolar de todos os membros da família.

A carteira de trabalho também é obrigatória, para o caso daqueles que possuírem a mesma.

O valor do Vale Gás depende de quantas pessoas moram dentro da casa e se a família é composta por crianças, adolescentes e gestantes, se tiver alguma.

Como fazer o cadastro?

Já foi mencionado que para conseguir este vale é preciso se cadastrar no Bolsa Família e seguir as regras estipuladas por este programa social do governo federal.

Para isso, o responsável pelo pedido deve apresentar alguns documentos que são: algum comprovante dos rendimentos familiares, as identidades e CPFs de todos os membros da casa, carteira de trabalho, se alguém possuir, carteirinha de vacina e comprovantes escolares.

O método para realizar o cadastro é dividido em 3 partes.

No primeiro, o responsável familiar precisa se dirigir até a prefeitura ou a divisão que trata deste assunto no município e fazer o pedido.

O Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome fará uma triagem para eleger os casos das pessoas que cumpriram com as diretrizes exigidas.

E, se aprovado, vem a última etapa, que é o recebimento do cartão específico do programa de onde retira o benefício.