Confira os times que mais geraram receita em 2018

Todo ano o Mercado da Bola movimenta muito dinheiro e, pela primeira vez, o clube de futebol que mais gerou receita pelo mundo foi o Real Madrid.

O dado é referente à temporada de 2017/2018 e é do relatório da Deloitte Football Money League 2019. Um ranking com os 20 clubes que mais arrecadaram também foi divulgado.

Confira os times que mais geraram receita em 2018

Os que mais geraram receita!

Bom, o gigante espanhol, campeão da Champions League pela terceira vez consecutiva, gerou um recorde de € 750,9 milhões (US$ 854,8 milhões) nesse período de tempo que a gente falou.

O Barcelona ficou com o segundo lugar. O time, que lidera a La Liga, teve uma receita de € 690,4 milhões (US$ 785,5 milhões).

Coladinho nele está Manchester United, que ficou em primeiro na lista anterior. Desta vez, a equipe arrecadou de € 666 milhões (US$ 758 milhões).

Total de…

Os vinte clubes do ranking juntos conseguiram um recorde. Houve um crescimento de 6% na receita total em comparação com o ano passado. Foram € 8,3 bilhões (US$ 9,4 bilhões), sendo que os três primeiros foram responsáveis por € 2,1 bilhões (US$ 2,3 bilhões).

Fonte da Renda?

Dentro desse esquema de dinheiro todo, há posições que de destaque como fonte de renda.

Em primeiro lugar, a transmissão das partidas foi a maior fonte, 43% da receita total. Na sequência estão os acordos comerciais com 40% e, por último, a venda de ingressos e outros produtos nos estádios dos clubes, sendo responsável por 17%.

O que com certeza ajudou na colocação do Real Madrid como sendo o clube que gerou maior receita foi a quantidade de acordos comerciais. O que o time rendeu cresceu em mais de € 75 milhões (US$ 85,4 milhões).

Tudo isso por causa da parcela de € 54,8 milhões (US$ 62,4 milhões) de acordos. Esses contratos incluem aumento de patrocínio, venda de produto oficial e ingressos de amistosos.

Os 10 primeiros

“Entre os 10 primeiros colocados, estão clubes que passaram para a próxima fase do campeonato UEFA Champions League, gerando uma receita maior para cada um, o que significa que a performance do time nos jogos pode ter um impacto no ranking do ano que vem”, afirma Dan Jones, parceiro do Grupo de Negócios Esportivos da Deloitte.

Clubes britânicos também tiveram a temporada de 2017/2018 positiva.

Quem dominou o ranking foram os times que compõe a liga inglesa Premier League. São os clubes: Manchester United, Manchester City, Liverpool, Chelsea, Arsenal e Tottenham Hospur. As colocações foram: 3º, 5º, 7º, 8º, 6º e 10º lugar, respectivamente.

Brasil?

E, para nós brasileiros, fica complicado falar de futebol sem mencionar nossos craques, né? Então, vamos lá: depois de tirar do bolso centenas de milhões de dólares nos atacantes Neymar Jr. (olha ele aí!) e Kylian Mbappé, as vendas no estádio do clube francês Paris Saint-Germain cresceram 12% e 14% em acordos comerciais.

Isso rendeu um total de € 541,7 milhões (US$ 616,9 milhões), o que o colocou em 6° lugar.

“Nossa pesquisa identificou o potencial que uma estrela do futebol pode trazer para a receita gerada por um clube. No ranking do ano que vem, veremos como a contratação de Cristiano Ronaldo beneficiará o Juventus, que está fora dos 10 primeiros colocados desde a temporada de 2011/12”, diz Sam Boor, gerente do Grupo de Negócios Esportivos da Deloitte.