Satélites da SpaceX preocupam astrônomos

Uma grande preocupação com a exploração espacial começou a surgir após o astrônomo Marco Langbroek fazer um registro interessante. Ele conseguiu registrar o que parecia ser uma cena de ficção científica. Uma fileira de satélites da SpaceX foi observada passando no céu.

O brilho intenso chamou muito a atenção de Marco. Essa novidade está preocupando os astrônomos em todo mundo. Esse conjunto de satélites da SpaceX é composto por 60 aparelhos atualmente, mas pretende chegar a 12.000. Esse sistema servirá para prover internet no mundo inteiro.

Satélites da SpaceX preocupam astrônomos
Satélites da SpaceX preocupam astrônomos

De acordo com especialistas, o brilho intenso desses satélites pode ameaçar a visão noturna do cosmos. Isso poderia gerar uma confusão nos processos de observação complicando muito a exploração científica. De fato, não é todo dia que você olha pro céu e vê 60 satélites enfileirados não é mesmo?

Projeto Starlink

O lançamento desses satélites da SpaceX foi acompanhado no mundo todo e faz parte de um projeto chamado Starlink. O objetivo principal do projeto é fornecer internet a partir do espaço. A mente por trás desse empreendimento é Elon Musk que também é dono da montadora de carros elétricos Tesla.

Explicando melhor, o problema maior é que estes satélites são fáceis de se enxergar a olho nu. Isto é, significa que representam uma nova dificuldade para os exploradores e pesquisadores planetários. Já existem muitas dificuldades de se lidar com objetos luminosos no céu e agora mais essa para dificultar o trabalho da astronomia.

De acordo com astrônomos, acredita-se que esses satélites tenham seu brilho estabilizado em 20 anos ou menos. Entretanto, por uma boa parte da noite poderíamos olhar pro céu e ver mais satélites do que estrelas em qualquer lugar do planeta. Isso seria um grande empecilho para estudiosos da astronomia.

Para iniciar o projeto Starlink serão necessários pelo menos 800 satélites, o que irá exigir mais uma dúzia de lançamentos como esse que já ocorreu. Musk ressalta que dentro de dois anos o projeto Star link terá mais satélites do que todos os outros combinados. A empresa SpaceX é apenas uma das várias companhias que disputam esse negócio de fornecimento de internet a partir do espaço.

SpaceX sai na frente no fornecimento de internet a partir do espaço

O brilho dos satélites lançados pela Space X diminuiu seu brilho desde que foram vistos na Holanda. Mesmo com sua trajetória estabilizada, os aparelhos continuaram sua subido até o ponto final, ou seja, uma altura de 550 quilômetros. Apesar dessa diminuição, as preocupações dos cientistas não se dissiparam quanto ao futuro desse projeto.

Para exemplificar, atualmente existem mais de 2.100 satélites em atividade orbitando nosso planeta. Se somarmos aos 12.000 pretendidos pela SpaceX, teremos milhares de satélites sobre o horizonte como previsto por especialistas. Conforme previsões, este problema irá se potencializar em alguns momentos do ano e definitivamente irá causar maiores problemas para alguns tipos de observação astronômica profissional.

Respostas contrárias

Um intenso debate foi iniciado nas redes sociais e Musk respondeu aos principais questionamentos. Entretanto, muitas respostas ainda permanecem contraditórias. Contudo, ele prometeu buscar formas possíveis para diminuir o brilho dos satélites.

Além disso, Musk reforçou que proporcionar internet de alta velocidade para bilhões de pessoas menos favorecidas, é o foco principal do projeto. Mesmo com todas essas ressalvas, Musk continua sendo questionado pela comunidade científica. Muitos não entendem como esse problema não tenho sido previsto anteriormente.

Os astrônomos estão preocupados, porém, seus colegas de trabalho da radioastronomia estão desesperados. As operadoras de satélites não são muito comprometidas com o controle das “emissões laterais”, ondas que por sua vez, interferem nas faixas de observação que os radioastrônomos buscam em suas observações.

A comunidade científica está de orelha em pé não só para proteger seus interesses profissionais como também para resguardar o céu noturno para a humanidade. Vejamos os próximos capítulos dessa novela.

Gostou do artigo? Acesse nossa sessão de tecnologia para saber mais. Até o próximo.