Saiba a importância do cinto de segurança em acidentes

Quem ainda não tem, com certeza busca ter o seu próprio automóvel, afinal, eles facilitam a nossa vida tanto para se locomover como também na segurança.

Mas, quando o assunto é segurança é preciso considerar alguns pontos para que ele realmente tenha eficácia. Além do mais, os transportes públicos atualmente transitam em situações precárias e isso torna inseguro na maior parte do país.

Quando entramos dentro um carro, seja para dirigir ou de carona, muitas vezes não se atentamos a um dos itens mais importantes: o cinto de segurança. E é justamente sobre ele que vamos falar hoje.

O cinto de segurança

O cinto é um acessório de segurança que pode prevenir casos mais graves em acidentes e até mesmo poupar vidas. Só que muitas pessoas abrem mão de utilizar com a desculpa de que o trajeto é curto.

Porém, ninguém sabe o momento em que algo pode fugir do controle e possa acontecer errado, causando algum acidente e colisões. Tanto é que são acidentes, imprevistos de serem vistos e, em muitos casos, de serem evitados.

Outro ponto é que o cinto é obrigatório, portanto, a não utilização do mesmo ocasiona em multas de transito.

Segundo uma pesquisa do portal R7, aproximadamente 140 pessoas perdem a vida por hora em acidentes de transito no Brasil.

Se há uma notícia boa nisso é que o cinto de segurança chega a reduzir esse número em até 75%.

Falta de obrigatoriedade em itens de fábrica

Além dos cintos de segurança, os freios ABS e airbags são itens que ajudam e muito a reduzir o risco de graves ferimentos em um acidente de transito e, juntos, alcançam até 60%.

Porém, a demora no Brasil para a implementação de novos sistemas de segurança, que já são adotados nos países de primeiro mundo, atrapalha e muito, além de contribuir para os altos números de vítimas fatais por aqui.

Nos Estados Unidos, os airbags frontal duplo e os freios ABS já são exigidos desde 1995 como item obrigatório de fábrica enquanto no Brasil, o cinco de segurança se tornou obrigatório apenas em 1998 pelo Código Brasileiro de Trânsito.

Menor número de vítimas fatais

Segundo o Centro de Experimentação e Segurança Viária – CESVI BRASIL, caso os freios ABS estivessem sido instalados nas frotas de carros nacionais de 2001 a 2007, teríamos poupados pelo menos 490 vidas por ano, além de 10 mil pessoas sem ferimentos.

Todos os itens de segurança têm a finalidade de sempre preservar a integridade física de todos os ocupantes do carro e, por isso, são importantes para que tragam resultados satisfatórios.

O Sindicato Intermunicipal da Indústria de Reparação de Veículos e Acessórios do estado de São Paulo (Sindirepa-SP), garante que os veículos estão bem mais seguros de acordo com o crescimento dos recursos tecnológicos.

Por outro lado, a imprudência ainda é um fato triste e primordial de mudança. Assim, se os condutores respeitarem as leis de trânsito podemos alcançar números satisfatórios e poupar acidentes e vidas.