Praia paradisíaca Maya Bay sofre danos ambientais e continua fechada para turismo

Quem viu o filme “A Praia”, estrelado pelo ator Leonardo DiCaprio na década de 90, com certeza acabou encantado: a praia que aparece no longa chama a atenção de muita gente.

É Maya Bay, que fica na Tailândia. O local paradisíaco é da ilha de Phi Phi Leh, que sofreu com a visita de tanta gente, sendo agora fechada para o turismo.

A praia, na verdade, já estava interditada desde o dia primeiro de junho desse ano, mas com previsão de reabertura em setembro. Nesse momento, o governo decidiu continuar com a proibição de uso até que o ecossistema de lá se recupere.

Sem visitas!

Isso mesmo, tantas visitas e descuido acabaram matando vários animais e seres da natureza, como os recifes de coral.

Segundo Songtham Sukswang, diretor da Agência de Parques Nacionais, 4o meses não seriam, de longe, suficientes para que tudo voltasse ao normal.

Acontece que o volume de visitantes já era alto normalmente, mas em 2016 acabou registrando um pico de visitação, quando turistas chineses começaram a chegar ao local com tudo.

Os dados mostram que em 2008 cerca de 171 pessoas visitavam Maya Bay diariamente. Nove anos depois o número foi para 3.520 pessoas, em época de alta temporada.

As notas baixaram…

Até as avaliações da praia em sites como TripAdvisor acabaram caindo.

Ela recebeu notas como “nojenta” e “imunda”, o que não é legal para a Tailândia, muito menos para quem vive ali, não é mesmo?

Thon Thamrongnawasawat, é um cientista marinho da Universidade de Kasetsart, na Tailândia.

Ele estudou a região de Maya Bay por 40 anos e foi contratado pelo governo de lá para avaliar os danos ambientais e liderar a recuperação da área.

“Em 1998-1999, aproximadamente 30% dos corais estavam danificados, mas agora esse percentual é de 90%”.

Ele responsabiliza ainda a água contaminada despejada por hotéis à beira-mar e os resíduos plásticos jogados no oceano como as principais causas.         

Os dados comprovam!

Foi por conta desses dados e do resultado de uma reunião do Departamento de Parques Nacionais, Vida Selvagem e Conservação de Plantas da Tailândia que a decisão da interdição foi tomada.

Mesmo com a preocupação da indústria de turismo.

A proibição é por terra e também por mar, há uma delimitação que define até onde barcos podem se aproximar. Eles só podem ancorar a 300 metros de distância.

Vigilantes tomam conta também do lugar.

São mais de 6 meses de esforços de conservação, juntamente com a proibição de atividade humana por Maya Bay.

Já é possível observar alguns sinais positivos como o crescimento de novos corais – mesmo que leve um bom tempo até que atinjam a maturidade.

Sem data para reabertura

Não há data limite para que as visitações recomecem.

As autoridades afirmam que só vão reabrir Maya Bay quando souberam a real capacidade da praia – quanto ela pode receber de gente todos os dias de um jeito sustentável.