Porque investir no Tesouro Direto

Saber investir o dinheiro é importante para quem quer ter melhores rendimentos e também para quem quer dar valor para o suado recurso que chega após um período de trabalho. E, sendo assim, o Tesouro Direto é uma das melhores opções do mercado financeiro.

A aplicação nesse, que é um dos títulos mais seguros do país, pode ser pensada na hora de comprar um carro, imóvel, pagar a faculdade dos filhos, um casamento e muito mais. Motivos não faltam. Por isso, buscar a melhor rentabilidade é importante!

O que é o Tesouro Direto? Um método seguro e que objetiva dar uma tranquilidade ao cliente que investe na categoria com o foco em alguma conquista, independente de qual ela seja. Mas, você sabe o que é preciso para ter o investimento aplicado no Tesouro? Descubra.

Como aplicar no Tesouro

O cliente terá que abrir uma conta com um agente de custódia (corretora de valores), isso porque a operação deve ser feita em instituições financeiras habilitadas para os títulos públicos – assim como os bancos.

O Tesouro Direto é ideal para quem planeja alguma meta de vida, como um casamento ou uma festa grande de aniversário, já que é uma aplicação segura e podemos estabelecer os prazos. Daqui há 2, 5 ou 10 anos? É preciso ter um prazo para aplicar do jeito certo.

Isso porque ele funciona da seguinte maneira: o cliente faz uma aplicação (que pode ser adicionada mensalmente). E com a compra de um título no valor X a ser escolhido. Após o final do prazo estabelecido, o valor total é resgatado e vem corrigido pelos juros.

Vantagens do Tesouro Direto

O Tesouro Direto traz algumas vantagens, como por exemplo o custo baixo, que se for comparado com outros fundos de investimento sairá na frente de todas as opções disponíveis no mercado.

A rentabilidade da aplicação também é uma vantagem, visto que o valor da aplicação realmente tem um retorno financeiro que tem a ver com o pagamento de juros – o que acaba sendo muito melhor do que a poupança, por exemplo.

Outro ponto importante é que o investidor escolhe os seus prazos e valores a serem aplicados, sendo que isso respeita a realidade dele. E a variedade de remunerações também é uma vantagem. Após comprar o título, o rendimento pode ser recebido na data combinada ou o cliente pode até mesmo vendê-lo antes, se quiser.

Custo do investimento

Os investimentos no Tesouro Direto são a partir de R$ 30 e pode ir até R$ 1 milhão. A compra pode ser feita até mesmo pela internet e como incentivo a taxa de negociação é reduzida. Se optar por um reinvestimento, um segundo título, as taxas serão isentas.

Agora, atenção: existem duas taxas para o investimento no Tesouro Direto, sendo uma pela instituição financeira escolhida e outra pela BM&FBOVESPA, todas referentes ao serviço prestado.

Na primeira, varia de cada agência bancária ou corretora; já na segunda, tem uma variação de 0,30% a.a., sempre referente aos valores do seu título Tesouro Direto.