Por que pessoas e empresas tomam decisões erradas? Entenda o fenômeno!

Existe um fenômeno cognitivo que age muitas vezes sem deixar rastros, mas leva pessoas e empresas a tomar decisões erradas. Isso está sendo estudados cada vez mais por pessoas de todas as áreas.

Entenda o que é esse fenômeno que faz as pessoas e empresas tomarem decisões erradas e descubra como isso pode ser mudado, com base na ciência.

Exemplo!

Um exemplo que podemos dar é o seguinte: o mercado fecha às 21 horas e você está caminhando em direção a ele.

Já andou 15 minutos e quando olha no relógio percebe que já são 21 horas e 30 minutos.

Você sabe que ele estará fechado, mas como já andou por 15 minutos, decide ir até o destino final.

Essa é um grande exemplo de decisão errada que pode ter e que mesmo assim, todo mundo considera… E aqui começa a fazer sentido o estudo!

Cognitivo ilógico

Esse padrão de pensamento é o famoso cognitivo ilógico, que é bem comum em tomadas de decisões, muitas vezes, envolvendo até ações de alto risco.

Todo esse comportamento é generalizado: é como um apostador perder algumas stakes e tentar recuperar tudo de uma vez, sabe?

E o pior, todos nós fazemos isso, afinal, se você vai a um cinema, assiste 10 minutos do filme e sabe que é ruim, levante e vai embora ou fica até o final? Pois é… Essa atitude é normal e comum entre todos.

Mais exemplos

Outro exemplo são os homens com carros. É comum a frase: “Não posso vender agora, já gastei muito com ele” e logo em seguida, se torna necessário mexer no veículo novamente, reparando danos bem mais caros.

Isso se estende até mesmo nos relacionamentos, quando pessoas já conseguem ver que não dará certo, mas insiste e ficam insistindo por anos. Aí, depois se arrepende, pois foi tudo “em vão”.

Todos esses exemplos são conectados através do fenômeno da continuação, que é lançado em mão de recursos, como o de tempo e o de dinheiro, logo após ocorrer algum fato negativo.

Assim, a pessoa imagina que a situação irá melhorar, mesmo sem motivos para acreditar nisso.

Sentimentos…

Em resumo, o cognitivo ilógico é um sentimento relutante a aceitar as perdas, mesmo que a tendência é que o cenário não melhore com a continuidade e, com isso, desperdice mais tempo e dinheiro.

– Na prática, é quando você sabe que alguma coisa não vai dar certo, mesmo assim você faz aqui.

Um fator que impulsiona muito esse fenômeno é o otimismo e a esperança, mesmo com tudo indo ao contrário, acabamos por acreditar em algo como “sorte”.

Daniel Kahneman, ganhador do Prêmio Nobel e autor do livro “Rápido e devagar – Duas formas de pensar”, ressaltou que o pensamento de custo irrecuperável ocorre com frequência pelo fato das empresas sempre recorrerem a uma nova gestão.

 Ou até mesmo contratar errado, como os consultores em fase de declínio em um projeto.