Conceito Empresarial: Como montar um plano de carreira?

Publicidade

Em primeiro lugar, o indivíduo não muda se não quiser. Em segundo lugar, que deuses são esses que vão mudar comportamentos com fórmulas mágicas. A sociedade é que se transforma ou não, o brasileiro vem se transformando. Eu diria que a nação começa a discutir um pouco mais a questão da corrupção, por exemplo. A opinião pública se manifesta e começa a ser um pouco mais rigorosa. Somos iniciantes nas questões éticas, mas começamos a discuti-las. São indícios de uma sociedade em transformação, não que mudou totalmente, nada se transforma com essa rapidez que prometem. É possível gerenciar a mudança e não existem modelos que nos dêem soluções mágicas.

A cultura organizacional deve ser analisada inicialmente pela cultura do meio em que a empresa opera e pelas subculturas da empresa. Encontramos conjuntos de subculturas que são culturas de pleno direito, com contornos claramente definidos, ainda que não aceitos pela ótica do consenso.

Publicidade

Aos profissionais de comunicação, compete elaborar com qualidade as auditorias de cultura para podermos nos dirigir ao público interno, considerando os valores mínimos que essa organização está compartilhando, até para que se comunique de acordo com uma linguagem comum para que as pessoas nos entendam, nos compreendam. Precisaremos também considerar as nuances das tipologias de cultura, se aceitarmos que a cultura organizacional é fragmentada.

Os valores são transmitidos por meio da comunicação, o  indivíduo comunica sua cultura a começar pela vestimenta que usa no trabalho, passando por seus hábitos e suas atitudes. Ele está o tempo todo se comunicando pelo olhar, pelo gesto, pela escrita, ele está  na verdade, mostrando valores. Então, a comunicação é  realmente  o melhor caminho para se estudar a cultura organizacional, é pela análise da comunicação de uma empresa que percebemos o pensar e o sentir dessa organização.

É assim que vejo a correlação entre comunicação, poder e cultura organizacional, com interfaces que se destinam a estudar o poder organizacional que não tem forma, mas que existe e determina nossa trajetória profissional.

Modelo de plano de carreira

 

Antes de planejar sua carreira, comece planejando seu dia, depois planeje seu mês, bimestre, ano… A sua evolução profissional e pessoal é conseqüência de sua organização e capacidade de se planejar, organizar-se é uma tarefa difícil e especialmente fundamental na sua vida profissional e também do lado pessoal.

Organizar-se está  muito ligado a gerenciar-se. Imagine que o líder de uma equipe precisa definir as tarefas de sua equipe, definir prazos e o modo como as tarefas serão executadas. Com você não é diferente, você é a equipe, então saiba se dividir: é preciso uma lista de pendências e dela uma espécie de cronograma pessoal. É preciso otimizar seu tempo e tentar ao menos concluir tudo o que se propôs ou se comprometeu a fazer no dia. E caso tenha tempo ocioso, usá-lo para se desenvolver ou adiantar as próximas tarefas, estas que também deverão estar programadas.

Publicidade

Tenha sempre a visão macro e micro de suas tarefas,  você precisa ter a visão do todo para eleger prioridades e comprometer-se com novas tarefas. Se não consegue organizar suas próprias tarefas, fatalmente não conseguirá liderar uma equipe.

Sua vida profissional provavelmente deve ser muito agitada e cheia de tarefas, portanto pede sempre respostas rápidas. Com certeza não é uma boa prática demorar a responder ao chefe sobre uma dúvida ou cobrança do status de algum trabalho.

Como montar um plano de carreira

Para tarefas maiores você precisa ter detalhado todos os passos. Monte um cronograma detalhado e atualize sempre a porcentagem de conclusão de cada fase. Não vale em nada um cronograma inicial, que fica esquecido durante o trabalho. Para ser útil, o cronograma pede um acompanhamento preciso de como está a saúde de todas as suas tarefas.

A vida é baseada em prazos: são nove meses para nascer e ainda assim, alguns apressados adiantam e nascem antes, outros atrasam. Passamos o dia inteiro olhando as horas, seja para chegar no escritório, para almoçar… cada um gerencia o tempo baseado no que acredita ser o melhor a se fazer. Muitas vezes não escolhemos o melhor, mas o mais prazeroso, por exemplo.

Há diversos métodos criados para a organização pessoal e a administração de tempo, mas nada o impede de criar o seu próprio método. Você pode usar o Project, o Excel, uma agenda convencional de papel, um caderninho ou até mesmo a sofisticada e ótima agenda Franklin Covey. Também pode ao invés de adotar um destes recursos, utilizar todos eles a seu favor.

Você apenas precisa ter respostas rápidas, flexibilidade na programação de suas tarefas, um plano “b”, prever possíveis riscos, adiantar as próximas tarefas, e ter sempre as informações necessárias para caso um relatório de última hora seja solicitado. Essas são algumas das coisas que com certeza você precisa para organizar-se.

O mundo corre e você precisa de agilidade, pois muitos dependem também de sua organização e produtividade.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here