Criação de uma grife, conheça o pijama que protege mulheres em risco

Muitas empresas estão procurando incluir a responsabilidade social nas suas estratégias de marketing de negócios, com campanhas que em um primeiro momento podem até parecer ideias superficiais, mas que na verdade mostram bem mais sobre a empresa.

No caso de algumas empresas, as pequenas startups, é esperado que a situação mude de patamar e as propostas acabam deixando de ser um elemento simples de publicidade.

Nesse seguimento um grande exemplo que temos é Siân Esther, uma marca de roupas feitas para dormir, que foram criadas pela empresária Siân Adkins.

O objetivo é ser um apoio a mulheres que estão nas situações de vulnerabilidade, sem um lugar seguro para dormir.

A fundação da empresa ocorreu no mês de junho de 2018 e em pouco tempo já ajudou 3 instituições de caridade, apenas o começo para Siân, que quer ampliar ainda mais o seu negócio.

A criação da empresa

Em entrevista a Forbes, Siân Adkins explicou sobre o surgimento da empresa, onde contou que tudo começou após a morte dos seus pais e então o seu negócio foi criado em luto.

Como ela sempre gostou de comprar pijamas para a sua mãe, mas sofria para encontrar modelos que gostassem, decidiu dar andamento a um sonho e ajudou a se tornar real algo que elas criaram.

Siân ainda falou que o que motiva a empresa são os princípios e que o seu lado social não é uma ação de marketing.

Segundo ela, a empresa prioriza tecidos belos de algodão com cortes no lugar de estampas, sempre com designs tradicionais e com um acabamento moderno.

O impacto da empresa

A Forbes ainda questionou Siân Adkins sobre o impacto que a sua empresa vem causando na sociedade.

E ela respondeu que resolveu dividir 20% de todo o seu lucro entre 3 instituições de caridades, sendo a Mercy UK, The Luminary Bakery e a The Marylebone Project, todas instituições voltadas a ajudar mulheres criando estabilidade em suas vidas.

Sobre os objetivos, a empresária ressaltou que quer se tornar uma marca de estilo de vida, com propósito sempre de ajudar as mulheres.

Ela ainda disse que pretende abrir uma loja física para se inspirar ainda mais e aproveitar todas as experiências que o trabalho pode te trazer.

A visão da marca

Do lado dos clientes, eles vêm tendo uma boa recepção da marca, adquirindo mais produtos a cada dia, principalmente quando realmente descobrem a história da empresa, tudo o que originalizou a ideia, aí eles buscam comprar ainda mais, segundo Siân.

Finalizando a entrevista, a Forbes ainda questionou a empresa sobre os planos para a empresa em um futuro próximo, como daqui 5 anos.

E ela respondeu que iria adorar ver a Siân Esther contratando mulheres que foram desfavorecidas para preencherem os principais cargos executivos da SE, além de buscar fazer da empresa uma marca de estilo de vida.

Siân ainda ressaltou que por enquanto seguirá focada nos pijamas e que o conhecimento da empresa é pela qualidade das peças.