Peixe da Amazônia:Pirarucu

Publicidade

Peixe de água doce pesa até 200 kg

gastronomia

Publicidade

O pirarucu é um dos  maiores peixes de água doce do mundo, podendo atingir três metros e seu peso pode ir até 200 kg. É encontrado principalmente nas áreas de várzeas, onde as águas são mais calmas, costuma viver em lagos e rios de águas claras, não é encontrado em zonas de fortes correntezas ou águas ricas em sedimentos, sua carne faz muito sucesso com os turistas de outros países que comparam sua carne a do bacalhau, apelidando-o gentilmente de bacalhau da Amazônia, claro que a comparação é válida, mas o nome é pirarucu.

Seu nome deriva de dois termos indígenas; pira, que significa peixe; e urucum, que significa vermelho. Recentemente entrou para a lista dos maiores predadores de água doce do mundo, pelo programa monstros do rio, no canal fechado Discovery Channel.

Apesar de resistente, suas características ecológicas e biológicas o tornam bastante vulnerável a ação dos pescadores,  sua  cabeça é achatada e ossificada com um corpo alongado e escamoso, possui dois aparelhos respiratórios; as brânquias, para respiração aquática, e a bexiga natatória modificada, que serve como pulmão no exercício de respiração aérea, principalmente na época das secas dos rios. O cuidado com o ninho na época da desova expõe os reprodutores a fácil captura por redes de pesca e arpão. O abate dos machos nessa circunstância e também a longa fase de imaturidade sexual dos filhotes, chamados de bodecos com pesos entre 30 e 40 quilos proporciona a fácil captura destes por predadores naturais como a piranha.

Mitologia indígena

Na mitologia indígena existem várias lendas sobre a origem do pirarucu, há também fatos que retratam sua origem de forma mais intrigante ainda, começando pela época da invasão dos portugueses na Amazônia, que queriam doutrinar as tribos indígenas ao catolicismo, e usar de sua mão de obra barata através de força brutal e torturas. E um dos maiores heróis indígenas dessa época foi Ajuricaba,  tuxaua da tribo dos manaós, que liderou a luta contra os opressores, e que após  várias batalhas sangrentas acaba sendo capturado e posto dentro de um navio para Belém. Dentro da embarcação, após organizar uma revolta, Ajuricaba é gravemente baleado, ferido e enfurecido amarrado por correntes de ferro, joga-se dentro do rio sumindo nas águas, e do seu sangue surge um   enorme peixe avermelhado nunca antes visto, denominado mais tarde de pirarucu.

alimento

Publicidade

 

 

 

 

Redação Dicazine

Equipe de redação da Revista Dicazine. Desde 2008 trazendo informação relevante e de qualidade, promoções divertidas e fáceis de participar. Assine gratuitamente e faça parte do seleto grupo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *