Os Segredos do Ioga para proporcionar o Bem-Estar Físico e Mental

A palavra Ioga vem do sânscrito e quer dizer “unir”, “controlar”, “adequar”, “preparar”, “trabalho”, “aplicação” ou “junjir”, ou seja, ele é uma técnica com a qual o homem, através da meditação, consegue controlar a sua mente e o seu corpo, unindo-o ao universo. Originário da Índia, o Ioga associa as práticas meditativas do budismo e do hinduísmo.

Há várias linhas do Ioga no mundo, mas elas não são divergentes, só usam caminhos diferentes para alcançar o mesmo objetivo: a união com o universo. As escolas mais antigas usam métodos mais técnicos enquanto as mais novas preferem o espiritualismo.

As linhas iogues mais conhecidas são: Bhakti Yoga, Iyengar Yoga, Ashtanga Vinyasa Yoga, Hatha Yoga, Karma Yoga, Kriya Yoga, Raja Yoga, Vidya Yoga, Siddha Yoga, Kundalini Yoga e Tantra Yoga.

Objetivos

O Ioga é uma filosofia e, com ela, os praticantes pretendem chegar ao verdadeiro auto-conhecimento. Ele pede apenas por uma auto-análise para se chegar à verdade absoluta, portanto, não é preciso acreditar em nenhuma religião e muito menos em um ser sobrenatural. O Ioga permite a transformação da consciência humana em consciência divina, ou seja, no momento em que o homem entra em sintonia com o universo, ele se torna um “deus”.

Outro objetivo do Ioga é chegar à Perfeição. Porém, a perfeição é subjetiva, cada um crê em uma perfeição. Para os iogues, perfeição é sentir-se bem consigo mesmo, não há paradigmas ou preconceitos para serem seguidos. O bem-estar pessoal é o mais importante, contanto que não cause males a outras pessoas e ao meio-ambiente.

A posição meditativa é a mais famosa do Ioga

A posição meditativa é a mais famosa do Ioga

A Meditação

Para encontrar essa perfeição, é necessário chegar à conscientização que é alcançada através da meditação. Na meditação, a pessoa deve abster-se de todos os pensamentos, juntando-se ao universo. O mantra “Om” é sempre repetido porque ele é o som do universo.

Para isso, é preciso estar sempre atento para observar a si mesmo e ao ambiente em que está inserido. O iogue é uma pessoa muito crítica para poder analisar e predeterminar o seu comportamento.

E essa meditação não se aprende de um dia para o outro, é com a prática que se consegue chegar ao ponto máximo da consciência. É o amadurecimento interior que fará esse momento acontecer, não é possível aprender lendo livros ou sites da internet, é a experiência que transforma a pessoa.

Para entrar em estado meditativo, deve-se livrar de todos os pensamentos e sentir o seu organismo se movimentar: a respiração, os batimentos cardíacos, os poros cutâneos…, é preciso sentir toda a essência do ser humano.

Para tanto, a respiração correta é essencial. Deve-se sentir o ar passar pelas narinas, encher os pulmões, irrigar a corrente sanguínea e sair. Esse aprendizado é feito lentamente, com muito exercício. Porém, a partir dele, é possível conscientizar-se de estar vivo, que é o melhor presente dado pela natureza.

Símbolo do OM, o som do Universo

Símbolo do OM, o som do Universo

Posturas Iogues

As posturas  iogues são praticadas para que o homem tenha domínio sobre o seu corpo através da mente. A partir do momento em que ele domina o seu pensamento, o seu organismo também estará sob o seu domínio. É por isso que os iogues fazem posições tão difíceis sem sentirem dores. Eles possuem o controle da mente.

Posturas iogues: domínio da mente sobre o corpo

Posturas iogues: domínio da mente sobre o corpo

Benefícios

Com a prática da ioga, é possível dominar a mente e, portanto, várias doenças no organismo. Ela traz muita paz e sabedoria aos seus praticantes, pois eles ficam conscientes em relação ao mundo e à sua própria vida.

 

3 Comments

  1. Brahman

Add Comment