O que é e como calcular o BDI?

O BDI (Benefícios de Despesas Indiretas) é um cálculo destinado para cobrir despesas em uma obra, serviço ou empreendimento, que segue alguns critérios já definidos e classificados. Através deste cálculo, existe uma garantia de que o lucro não será perdido com os custos indiretos do projeto.

E isso vale mesmo para quando surgir imprevistos e tributos que serão descontados. Uma eficiência no BDI, garante uma estabilidade na obra, prevendo todos os gastos e não ficando no vermelho com a execução da obra.

O que é e como calcular o BDI?

Para ter noção exata do cálculo do BDI é necessário que os elementos da construção sejam calculados, como os seguintes: Administração Central; Custo financeiro; Seguros; Garantias; Margem de Incertezas; Tributos Municipais; Tributos Estaduais; Tributos Federais e a Margem Bruta de Contribuição.

Veja abaixo o que significa cada item necessário no BDI, as suas siglas, formulas e como calcular o seu Benefícios de Despesas Indiretas das obras.

O que significa cada item

Administração Central ou AC: nela constam todas as despesas, como alugueis, recursos humanos, a estrutura administrativa, serviços de telecomunicações e muito mais.

 Custo Financeiro ou CF: no custo financeiro temos uma estimativa do valor capital que será investido em toda a obra renderá se for aplicado no mercado financeiro.

Seguros ou S: deve ser levado em conta o percentual total sobre a obra, onde deverá ser reservado para um seguro básico.

Garantias ou G: funciona como um seguro, fiança bancária. É uma taxa caução ou título da dívida pública.

Margem de incerteza ou MI: é por essa margem de custo que deverá ser reservado uma verba para os imprevistos que não forem cobertos pelo seu seguro de obra. 

Tributos Municipais ou TM: todas as taxas relacionadas a impostos no município.

Tributos Estaduais ou TE: é todo o percentual de tributos gastos no estado, como os impostos para circulação de mercadorias e coisas do tipo. 

Tributos Federais ou TF: taxas que entram em contribuições, como por exemplo o Programa de Integração Social, o famoso PIS. 

Margem Bruta de Contribuição ou MBA: é todo o lucro previsto na obra.

E como é feito o cálculo do BDI?

Para realizar o cálculo correto do BDI, existe toda uma estrutura de cálculo, sendo a seguinte:

 BDI = (1 + (AC + MI + S + G)) (1 + CF) (1 + MBC) – 1

 1 – (TM + TE + TF)

No percentual, a administração central leva 5%; Custo Financeiro 1,4%; Seguro 0,6%; garantias 0,2%; Margem de incerteza 1,5%; Tributos Municipais 3%; Tributos federais 4% e 8% de Margem de contribuição.

Com todos esses itens relacionados, o cálculo deverá ser com a forma abaixo informada:

PV  (Preço de venda)= CD (Custos diretos) (1 + BDI(Benefícios e despesas indiretas) /100)

Sendo assim, uma obra com o custo direto de R$ 10.000,00 terá o preço de venda de R$ 12.635,00, já que PV ( 1 + 26,35/100) = a PV R$ 12.635,00.

E assim é feito o cálculo do BDI, na qual deverá utilizar os números de gastos corretos para que chegue a uma conclusão exata para cada obra.