Netflix reajusta planos no Brasil – conheça os novos valores!

A Netflix, maior plataforma de streaming no Brasil, está um pouco mais cara. Todo os planos sofreram reajustes e os novos preços já estão disponíveis.

O plano básico, onde o cliente tem direito a assistir o conteúdo em uma tela apenas e sem alta definição, passou de R$ 19,90 para R$ 21,90 (um aumento de aproximadamente 10%).

O plano normal, chamado de padrão, que consiste na disponibilidade de acesso em duas telas simultâneas e em alta definição, passou de R$ 27,90 para R$ 32,90 (um aumento de aproximadamente 18%).

E o plano premium, pacote mais completo da Netflix, onde o usuário tem direito a quatro telas simultâneas, conteúdo em alta definição e em ultra definição, passou de R$ 37,90 para R$ 45,90 (um aumento aproximadamente de 21%).

Este aumento já era esperado, visto que no começo do ano os valores também foram ajustados nos Estados Unidos.

Curiosidade!

A título de curiosidade: Em 2011, o primeiro pacote disponível no Brasil custava apenas R$ 14,99!

Alguns clientes ficaram insatisfeitos com o aumento, alegando que foram pegos de surpresa. Outros acreditam que o aumento é justo e que vale a qualidade do serviço.

Pelo bem ou pelo mal, o aumento dos valores deverá fortalecer ainda mais a empresa, aumentando o valor arrecadado e, quem sabe, aumentar a quantidade de filmes e séries originais do serviço.

Sobre a Netflix

A Netflix foi fundada nos EUA em 1997, e, inicialmente, era um serviço de entrega de DVDs, o que já diferenciava o serviço das tradicionais locadoras. Com o avanço da tecnologia e o sucesso da empresa, em 2007 deu-se início a operação de transmissão via streaming.

Impulsionada pelo avanço da internet e pela alta demanda dos usuários, a Netflix já está presente em mais de 190 países e conta com um catálogo para todos os gostos.

No início do streaming, a empresa dava acesso aos usuários para diversos filmes e séries de várias produtoras de filmes.

Com a sua estruturação ao passar dos anos, a empresa começou a produzir seus próprios conteúdos, se tornando uma produtora original.

Para muitos, o intuito da empresa é fortalecer seu catálogo cada vez mais com conteúdos originais, reduzindo séries e filmes de terceiros.

E, para isso, a Netflix está investindo pesado com produções milionárias e que já até foram indicadas ao Oscar.

Só que há pontos negativos!

Para muitos usuários isso é um ponto negativo, visto que séries como “Dois homens e Meio” e “Chaves” já apareceram no catálogo da plataforma mas hoje não estão mais presentes, causando insatisfação.

Outro ponto negativo da empresa é o cancelamento de séries sem aviso prévio, deixando seus fãs órfãos de seus títulos favoritos.

E positivos!

Porém, a plataforma também “dá bola dentro”, ressuscitando algumas produções. 

A empresa ressuscitou a série “Lúcifer” de um cancelamento e em breve estará lançando a quarta temporada (a primeira como produtora principal).

É fato que ainda não conseguimos ver algum concorrente à altura da empresa. Parece que por alguns anos teremos a Netflix como rainha do mercado de streamings com ou sem aumento de seus pacotes!