Morte do presidente da Polônia

Publicidade

Um avião Polonês caiu e parentes dos 97 mortos e do presidente polonês Lech Kaczynski começaram a identificar em Moscou os corpos das vítimas, entre eles o da primeira-dama.

Os restos do presidente foram repatriados no domingo em Varsóvia. Os das outras vítimas, estavam no necrotério de Moscou, para onde foram transferidos após o acidente.

Publicidade

O corpo da primeira-dama da Polônia, Maria Kaczynska, foi identificado “pela sua aliança com uma gravação”, informou em Moscou a ministra polonesa da Saúde.

A Rússia, que manteve relações complicadas com a Polônia nos últimos anos, vivia um dia de luto nacional.

O presidente russo Dimitri Medvedev  foi à embaixada da Polônia em Moscou, e depositou um buquê de rosas vermelhas diante de uma foto de seu colega morto e de sua esposa.

A polícia proibiu a circulação no bairro e bloqueou o acesso aos jornalistas, mantidos a mais de 200 metros da entrada. Várias ambulâncias e dez carros da polícia estavam estacionados próximos do necrotério.
A identificação poderá levar de três a quatro dias e a maior parte dos corpos estava irreconhecível.

Apenas 14 corpos podem ser identificados “sem problemas”. “Dez outros corpos poderão ser identificados, provavelmente, graças a seus sinais particulares”. Exames genéticos serão necessários para identificar os outros corpos.

O avião presidencial polonês caiu no sábado próximo a Smolensk, 420 km a oeste de Moscou, após muitas tentativas de aterrissagem em meio a um espesso nevoeiro.

As autoridades russas consideram que os pilotos poloneses ignoraram as instruções dos controladores de voo russos, que haviam recomendado a aterrissagem em outro aeroporto em razão do tempo ruim.

Publicidade

Todos os dados do voo do avião presidencial estavam intactos e a tripulação havia recebido o alerta sobre as condições meteorológicas difíceis.

As imprensas russas e polonesa indicavam a hipótese segundo a qual os pilotos podem ter sido pressionados pelas autoridades polonesas para que aterrizassem de qualquer maneira.

Foto: AP

“A gravação de que dispomos confirma que não houve problemas técnicos no avião”, disse Alexandre Bastrykin. Os restos mortais do presidente polonês, Lech Kaczynski, foram reconhecidos por seu irmão, Jaroslaw Kaczynski.
As autoridades locais informam que o avião caiu cerca de 1,5 km do pouso, na manobra de aproximação ao aeroporto de Smolensk. O acidente ocorreu às 10h50 locais.

Por enquanto, o governo foi assumido pelo presidente da Câmara Baixa do Parlamento, Bronislaw Komorowski.

A data da eleição deve ser anunciada num prazo de duas semanas, e a votação deve ocorrer dois meses depois do anúncio.

Também estavam a bordo o comandante do Exército, general Franciszek Gagor, o presidente do Banco Nacional, Slawomir Skrzypek, e Andrzej Kremer, o vice-chanceler.

Kaczynski se dirigia à localidade russa de Katyn, para prestar homenagem aos oficiais poloneses executados em 1940 pelos serviços secretos soviéticos.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here