Mercado da Bola – 10 jogadores mais caros de 2018/2019

O ano de 2019 começou com bastante movimentação financeira no Mercado da Bola. O período em que os clubes de futebol podem transferir os atletas de outros países para as próprias equipes, denominado “janela de transferências”, girou o equivalente a R$ 4,1 bilhões na economia.

Isso considerando compras e empréstimos de jogadores até o dia 30 do mês. O valor refere-se à janela de transferências para a segunda metade da temporada 2018/2019 dos principais campeonatos nacionais da Europa (e, portanto, do mundo).

Parece muito, mas esse montante nem se compara com o tanto que as transferências geraram há um ano. No inverno europeu de 2018 (verão aqui pra gente), as transações entre os clubes movimentaram o que corresponde a cerca de R$ 6,8 bilhões (1,6 bilhão de euro).

Ou seja, a queda foi de 40% no volume de negócios e ocorreu porque diminuiu a quantidade de transferências milionárias nesse período.

2018 – 5 transferências incríveis

No ano passado, cinco transferências foram protagonistas financeiramente. Aymeric Laporte (Manchester City), Diego Costa (Atlético de Madri), Pierre-Emerick Aubameyang (Arsenal), Philippe Coutinho (Barcelona) e Virgil van Dijk (Liverpool) ultrapassaram o mesmo que R$ 257 milhões (60 milhões de euros).

Agora, o valor só foi alcançado em apenas um negócio: quando Christian Pulisic, do Borussia Dortmund, fez as malas rumo ao Chelsea.

Até teve outra transação que passou dessa quantia, mas ela cai só em julho, na outra janela. Foi a venda do meia holandês Frenkie de Jong (Ajax) para o Barcelona. Essa troca resultou em R$ 322 milhões (75 milhões de euros) para os cofres.  

2019 – 6 transações de cair o queixo

Voltando para janeiro desse ano. Só seis transações alcançaram os R$ 85,8 milhões (20 milhões de euros) – um valor que não chama mais tanta a atenção no Mercado da Bola.

São elas: além de Pulisic, os dois brasileiros Lucas Paquetá (Milan) e Paulino (Guangzhou Evergrande), o inglês Dominic Solanke (Bournemouth), o argentino Leandro Paredes (PSG) e o polonês Krzysztof Piatek (Milan).

Dá para a gente dizer também que a queda em relação ao ano de 2018, tem mais a ver com as situações atípicas que rolaram no ano passado mesmo, do que com o mercado das últimas semanas. É que o inverno na Europa não tem o costume de ser usado para formar times.

A ideia é fazer pequenos ajustes com vendas, compras e empréstimos pontuais de atletas. Em 2018, a tradição foi quebrada por alguns fatores, como o efeito da ida de Neymar para o PSG alguns meses antes. Agora segue tudo normalmente.

Lembrando que o período de transferência da Espanha, Itália, Inglaterra, Alemanha e França foi até o dia 31 de janeiro. No Brasil, é possível negociar jogadores que vêm de fora até o começo de abril.

As 10 contratações mais caras da janela de janeiro/2019 

1 – Christian Pulisic (EUA, Chelsea) – 64 milhões de euros   
2 – Leandro Paredes (ARG, Paris Saint-Germain) – 47 milhões        
3 – Paulinho (BRA, Guangzhou Evergrande) – 42 milhões    
4 – Lucas Paquetá (BRA, Milan) – 35 milhões e Krzysztof Piatek (POL, Milan) – 35 milhões
6 – Dominic Solanke (ING, Bournemouth) – 21,2 milhões    
7 – Talisca (BRA, Guangzhou Evergrande) – 19,2 milhões    
8 – Amadou Haidara (MAL, RB Leipzig) – 18 milhões
9 – Brahim Díaz (ESP, Real Madrid) – 17 milhões     
TOTAL: 960 milhões

Os 10 brasileiros mais caros

1 – Paulinho (BRA, Guangzhou Evergrande) – 42 milhões de euros
2 – Lucas Paquetá (BRA, Milan) – 35 milhões
3 – Talisca (BRA, Guangzhou Evergrande) – 19,2 milhões
4 – Ayrton Lucas (BRA, Spartak Moscou) – 7 milhões
5 – Pablo (BRA, São Paulo) – 6 milhões
6 – Carlos Eduardo (BRA, Palmeiras) – 5,7 milhões
7 – Bruno Henrique (BRA, Flamengo) – 5,3 milhões
8 – Rodrigo Caio (BRA, Flamengo) – 5 milhões
Rodriguinho (BRA, Cruzeiro) – 5 milhões
10 – Matheus Fernandes (BRA, Palmeiras) – 4 milhões
Marcão (BRA, Galatasaray) – 4 milhões

Os 10 clubes mais gastões

1 – Chelsea (ING) – 73 milhões de euros 2 –  Milan (ITA) – 70 milhões
3 – Guangzhou Evergrande (CHN) – 61,2 milhões
4 – Paris Saint-Germain (FRA) – 47 milhões
5 – Bournemouth (ING) – 21,2 milhões
6 – Al-Ittihad (ARA) – 33,1 milhões
7 – Flamengo (BRA) – 25,3 milhões
8 – Stoke City (ING)– 24,2 milhões
9 – Cruz Azul (MEX) – 23,9 milhões
10 – Guangzhou R&F (CHN) – 21,9 milhões

Os 10 clubes mais vendedores

1 – Borussia Dortmund (ALE) – 64 milhões de euros
2 –  Zenit São Petersburgo (RUS) – 47 milhões
3 – Barcelona (ESP) – 43 milhões
4 – Flamengo (BRA) – 35 milhões e Genoa (ITA) – 35 milhões
6 – Boca Juniors (ARG) – 25,5 milhões
7 – Cruzeiro (BRA) – 20,5 milhões
8 – Red Bull Salzburg (AUT) – 20,2 milhões
9 – Galatasaray (TUR)– 20 milhões
10 – Juventus (ITA) – 18,5 milhões