Conheça essa ferramenta para checar imagens falsas no Whatsapp

O Whatsapp, maior aplicativo de trocas de mensagens do mundo, parece estar preocupado com a divulgação de conteúdos falsos em sua rede.

A famosa “fakenews” está cada dia mais presente no dia a dia de quem usa a rede de comunicação. Correntes, links de notícias, textos e imagens estão entre os meios de divulgação de notícias mentirosas dentro da rede.

Ferramenta Nova

A nova ferramenta encontrada consiste em um mecanismo de comparação entre uma imagem recebida e uma busca na web.

O objetivo é checar se existem outras imagens similares, editadas ou iguais que estejam disponíveis no Google. Fica a critério do usuário, portanto, interpretar se a imagem é verdadeira ou não.

A ferramenta ainda não está disponível, não tem previsão oficial, mas tudo indica que está a caminho.

PROPAGANDA

Quem descobriu tal novidade foi WABetainfo, que encontrou o mecanismo novo de “busca por imagens” em uma análise dos códigos da atualização 2.19.73 do aplicativo.

Fakenews

O Whatsapp está em constantes polêmicas sobre Fakenews nos últimos anos.

É comum se deparar com áudios falsos de grupos terroristas, áudios de supostos “líderes” do PCC ameaçando a ordem pública, frases atribuídas erroneamente a famosos.

No Brasil, houve boatos de compartilhamento de notícias falsas em massa no período das últimas eleições onde vários candidatos foram acusados de propagar a Fakenews.

Na Índia, também houve um grande problema sobre notícias falsas.

Pessoas foram linchadas no país após um grupo de pessoas suspeitarem que um outro grupo estaria sequestrando crianças em uma pequena cidade.

Dias antes, um boato teria circulado no whatsapp sobre a presença de sequestradores nesta mesma cidade, o que pode ter motivado o linchamento equivocado.

Uma notícia falsa incomoda muita gente

Então, com essas constantes mentiras no aplicativo, os usuários começaram a se incomodar com a preocupação de não saber mais no que acreditar dentro do aplicativo.

Muitos criticavam a anuência do Whatsapp, que parecia não se preocupar com a propagação das notícias sem averiguação.

Até que, nos últimos anos, a Fakenews ganhou uma grande proporção que a empresa de Marck Zuckerberg parece mexer seus pauzinhos.

Medidas inteligentes?

Algumas medidas que as atualizações têm apresentado parece ter o foco de combater as notícias falsas, como, por exemplo, a limitação de encaminhamento de mensagens para até 5 pessoas.

Isso evitaria a disseminação da notícia em forma de Spam, diminuindo seu alcance.

O aplicativo também pode banir usuários quando é detectado mau comportamento e indícios de medidas automatizadas, que favorece a rapidez da disseminação de notícias.

E, agora, o mecanismo de busca por imagens falsas é mais uma ferramenta para ajudar a combater a tão temida Fakenews.

Acima de todas as medidas que a rede Whatsapp crie, o mais importante é a conscientização do usuário.

É praticamente impossível “limpar” o aplicativo de fakenews se as pessoas não começarem a questionar qualquer link que é recebido.

Checar as fontes, checar o contato e questionar são os primeiros passos antes de repassar uma notícia. Pior do que receber e acreditar na notícia falsa e compartilhá-la de forma indevida!

PROPAGANDA