Doença reprodutiva poderia ter destruído a vida dessa empreendedora, mas…

A vida é feita de oportunidades e cabe a nós enxergarmos isso quando temos uma a nossa frente. Assim também é no mercado de trabalho, onde muitas pessoas enxergam uma possibilidade de negócio em momentos onde ninguém vê!

Muita gente, inclusive, deixa passar essas oportunidades que aparecem em nossa vida pelo medo da incerteza ou pela falta de coragem em dar tudo errado. Já outras, usam tudo como um empurrão para iniciar um empreendedorismo.

Quem enfrentou essa situação foi Arion Long, uma mulher quase foi a óbito, mas usou isso para desenvolver o seu negócio, alimentando a sua paixão por criação de soluções orgânicas de cuidado reprodutivo para as mulheres.

Entenda o caso

Arion Long foi diagnosticada com uma doença reprodutiva, que era relacionada a componentes químicos em produtos femininos.

Após essa situação, Arion passou a ajudar pessoas a identificar os itens em que realmente podiam confiar, ajudando milhares de mulheres.

No mundo, milhões de pessoas sofrem com os mesmos problemas, como endometriose, miomas, ovários policísticos ou chegando até mesmo a períodos menstruais complicados.

Tentando ser um símbolo de mudança real, Arion Long decidiu criar uma assinatura feminina, denominada de Femly e passou a crescer para uma linha de produtos reprodutivos, sempre baseados em soluções.

A doença

Arion ainda sofreu um grande baque 2 anos após o seu diagnóstico, em 2018. A sua filha Sage acabou falecendo durante o parto de natimorto e Long que também estava diagnosticada com sepse, coagulação intravascular e falência de órgãos.

Foi para a UTI – Unidade de Terapia Intensiva.

Os dias sequentes foram de muita luta para Arion, que perdeu muito sangue e foi obrigada a fazer diversas transfusões, mas no final deu tudo certo e ela saiu bem saudável de toda essa batalha.

Dias depois, Arion ainda conseguiu arrecadar uma boa quantia em dinheiro para a Femly, sendo 10 mil dólares, valor que só foi aumentando dia após dia.

O negócio!

Sempre vencedora, Arion compartilhar a sua experiência no empreendimento com muita transparência e se tornou um grande exemplo a todas as pessoas, pois da adversidade ela conseguiu ver uma oportunidade de empreender.

Em entrevista para a revista Forbes, Arion Long contou como foi toda a sua história, onde disse que acabou se inspirando em compartilhar detalhes pessoais, pois ela percebia que outras pessoas a evitavam e procuravam não tocar no assunto!

Supermulher?

Arion Long ainda ressaltou que ela não é nenhum tipo de supermulher e que todos devem fazer o autocuidado, como terapias e círculo de amizades fortes de verdade, sempre procurando conversar sobre os medos.

Long ainda disse que a perda, a tristeza e o trauma são processos bem solitários e que ela teve o apoio do seu marido nessa fase.

Segundo ela, é muito importante abordar as coisas de frente e se permitir sentir as ondas de emoção que elas trazem como, por exemplo, com o enfrentamento das doenças.