Dinheiro – Conceitos de Utilização: Ele é Bom ou Mau

Ter dinheiro é sempre bom, além de necessário. Com ele promovemos tudo, ou quase tudo que precisamos no campo material como alimentos, roupas, moradia, diversão e saúde e tudo o mais.

Antes que se pense porque citei saúde, vamos partir do princípio que saúde engloba estado físico e mental, sendo que o estado mental, caso não esteja sofrendo com algum transtorno, então o dinheiro é bem vindo, mas saiba que se estiver também é, pois poderá custear os custos com o profissional.

dinh
Imagem reproduzida

 

Então, o dinheiro é muito bem vindo, pois com ele podemos promover viagens, passeios, levar as crianças ao parque entre outros e tudo isso faz bem para a cuca. Também é importante para comprar maior variedade de alimento, medicamentos, quando necessário. Por todas essas razões entre outras é que falamos também na saúde entendemos a importância do dinheiro.

 

Dinheiro faz bem ou mal?

dinh2
Imagem reproduzida

 

Algumas pessoas, não muitas, falam que não gostam de dinheiro e que só trabalham porque precisa. Ora, o trabalho é muito importante para o ser humano, pois além do recurso financeiro obtido, aprendemos a ter disciplina, a lidar com outras pessoas…, sem contar que com a expectativa de ter maior remuneração se busca cursos profissionalizantes. Sem falar que muitas pessoas na idade adulta estão voltando para as salas de aula.

O resultado é que estudar faz muito bem para o cérebro, amplia a capacidade raciocínio lógico, além de fazer novas amizades e conseguir um melhor emprego, ou mesmo trabalhar como profissional liberal.

 

Outras pessoas, essas sim são a maioria, não dizem nada se gostam ou não de dinheiro, usam apenas de modo comum.

 

Algumas outras, que são poucas considerando as estimativas acima, declaram em alto e bom som que gostam muito de dinheiro. Infelizmente, logo são rotuladas e criticadas.

O fato de admitir que gostam, não significa que por isso são pessoas de má índole ou que são apegadas ou que não têm limites para conseguir o papel moeda. Vale lembrar que tem gente que não tem e faz de tudo, passa por cima de todos por qualquer trocado.

 

Quanto à questão se faz bem ou mal, depende do equilíbrio e do bom senso de cada um de cada um. Considerando que uma faca tanto serve para cortar o pão como para matar, o modo como se faz uso é que define o resultado.

 

Se olhar para o dinheiro apenas como moeda corrente que possibilita o poder de compras, afinal, essa é a finalidade, pode considerar como bom. A utilização sendo para outros fins como, por exemplo, corrupção, pagamento de propina, ganância, vingança, guerra. Sem dúvida é um mal.

 

Nos exemplos anteriores, cédulas e moedas não têm autonomia, não decidem nada, quem dá o ruma é o ser homem (no sentido de ser humano).

 

 Resumo

Resumindo, fazer uma poupança, fazer um curso de qualificação, não se endividar, aprender uma atividade que possa desenvolver como autônomo, mesmo que esteja empregado para somar a renda ou mais coisas boas que vier a cabeça, é ótimo para ter dinheiro no bolso (essa é uma linguagem figurativa, evite andar com muito dinheiro em espécie).

 

Um abraço e bons negócios!