Cuidado Com Seu WhatsApp – Um Novo Golpe Está a Solta

celular

Imagem reproduzida

Provavelmente quem não tem WatsApp já ouviu alguém perguntar se tem e, muitos que ainda não aderiram essa onda, até se sentem meio fora de mercado ou desatualizados e respondem quase que como uma promessa que logo terá um número.

 

Sem dúvida que a modernidade do WatsApp veio para facilitar, quem usa se habitua pela praticidade oferecida a ficar fiel e com isso, sem perceber, acaba achando estranho o outro não ter. Até aí nada de mais. A questão é quando se começa a pensar que quem não tem é um desinformado. Que nada, tem muita gente muito bem informada que não aderiu porque não quis, ou não acha necessário para si. Essa introdução é só para informar que se deve tomar cuidado com o que parece tão comum que todos os demais precisam ter. Não é bem assim, essa introdução é só para pensar.

 

Direto ao ponto

 

Ter cuidado com falsos e-mails e mensagens postadas nas redes sociais é uma orientação que os profissionais da área tecnológica sempre orientam, como por exemplo, não clicar em links desconhecidos de mensagens, não acreditar em ofertas de prêmios internacionais falsos, não fornecer seus dados em sites desconhecidos, trocar a senha todo o mês, ter um antivírus atualizado, esses são os principais cuidados.

 

Como se não bastasse tanta ameaça de invasão de informação, agora até o WatsApp já está sendo alvo de golpe. Mas acalme-se, não se trata de furto de dados, mas sim de obter lucro financeiro com falsas mensagens.

 

O programa Olhar Digital informou que uma empresa especializada em segurança ESET, identificou uma estratégia adotada por “espertinhos” não só no Brasil, mas em diversos países da America Latina a caírem no golpe que estão disseminando para subtrair dinheiro, que pode não parecer muito de início, mas que mesmo assim é um absurdo. O valor que cobram é de R$ 4,70 para que o usuário do WatsApp, pague para obter determinadas mensagens.

Segundo a empresa de segurança, o golpe acontece assim: a pessoa recebe um falso link direto nas redes sociais com direcionamento para uma página em que o número do celular é solicitado para que a pessoa em questão, o usuário, possa receber um código de confirmação. Aí é que entra o golpe. Escrito em letras pequenas conta a informação de cobrança para receber 25 mensagens por mês desde a primeira.

 

Fiquem de olho!

 

Fonte de pesquisa: Olhar Digital