Copa do Mundo: A Copa é Aqui

Tá Chegando a hora

A poucos dias da competição internacional mais importante do futebol, algumas dúvidas ainda pairam no ar, principalmente pelo fato de ser um evento em que o mundo terá o foco no Brasil. A expectativa do país em receber um grande número de turistas internacionais é necessária haver tempo de preparo para recepcionar a todos, pois a vida dos cidadãos, mesmo aquele que não estarão diretamente envolvidos, terá alguma alteração a começar pelos dias de em que a Seleção Brasileira jogar. Nessas cidades deverá ter feriado para facilitar o acesso aos estádios sem complicar a ida e vinda para o trabalho.

bola  de futebol
reprodução

Recebendo o turista 

Não há mistério algum quanto ao tratamento que deve ser dado ao turista visitante, basta se empenhar um pouco mais e considerar o princípio básico de que gostaria de ser muito bem tratado (a) se estivesse visitando outro país, quer seja para um evento ou simplesmente de férias. Aqui vale não só para o turista estrangeiro, como também para os turistas brasileiros quando chegam a uma cidade que nada conhecem. A segunda medida importante a ser tomada para com os visitantes, agora falando nos internacionais, é procurara auxiliar com informações precisas do seguinte modo: caso não fale o idioma do turista, o acompanhe a um quiosque ou hotel mais próximo para que alguém possa orientá-lo. Uma dica bem interessante para quem não fala inglês ou espanhol é andar com uma pequena cartilha contendo a palavra em inglês ou espanhol com o significado ao lado, muitas têm até a forma certa para pronunciar. A cartilha deve conter palavras curtas e as mais necessárias como; please – por favor, thank you – obrigado.

Armazenamento de alimentos 

Preocupação com a capacidade de abastecimento dos alimentos é uma conversa que pode não estar em destaque nas principais mídias, mas algumas pessoas têm levado em conta essa preocupação diante da demanda populacional que o Brasil terá durante os jogos da Copa do Mundo, uma vez que o país abrigará delegações, profissionais da imprensa, artistas em geral, comitivas políticas, torcedores, e mais. Mesmo sendo um pouco válido a discussão, até agora não existe nada que nos leve a pensar em suposta falta de alimento ou produtos de higiene pessoal. O que se pode fazer, apenas para evitar congestionamento e filas longas é se possível, antecipar as compras do mês e aproveitar para comprar alguns itens a mais sem pânico. Partindo do princípio que a maioria dos turistas, exceto os que compraram ou alugaram imóveis, ficarão hospedados em hotéis, pousadas ou albergues, por tanto, o próprio estabelecimento providenciará a comida assim como os restaurantes e os mesmos compram em atacado ou em grandes lojas varejistas em quantidade antecipada. estádio- campo de futebol Boa Copa!