Como Evitar Doenças Respiratórias

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Segundo especialistas, há mais de trinta tipos diferentes de doenças respiratórias que vão desde a tuberculose, asma, fibrose cística e doença pulmonar obstrutiva crônica, pneumonia, até câncer de pulmão.

A verdade é que ainda serão necessárias muitas pesquisas para compreender integralmente as causas das doenças respiratórias, mas existem certos passos que a pessoa pode tomar para ajudar a reduzir suas chances de desenvolver a doença.

Maneiras de Ajudar a Prevenir a Doença Respiratória

1. Manter-se ativo

Caminhar, nadar ou simplesmente levar uma vida mais ativa ajudará a manter os pulmões mais saudáveis. Segundo especialistas, os pulmões são grandes órgãos que quando espalhados ocupam uma grande área do corpo humano. Manter-se ativa significa que as pessoas estão usando seus pulmões, pois o sedentarismo e a inatividade fazem com que a parte inferior dos pulmões não seja utilizada devidamente.

Não usar todo o pulmão deixa os lobos inferiores abertos às infecções permitindo que os germes ou bactérias se desenvolvam. Isto pode levar à pneumonia. Fortalecer os músculos ao redor da caixa torácica e diafragma ajuda a ventilar os pulmões, que ajuda a manter os músculos pulmonares tonificados e saudáveis.

2. Comer muita fruta e vegetais

As pesquisas científicas mostram que uma dieta rica em frutas e legumes durante um longo período de tempo pode ajudar a prevenir doenças respiratórias. Pesquisadores descobriram que as pessoas que comiam frutas e legumes que são fontes de vitaminas e minerais tinham melhor função pulmonar do que aquelas que não consumiam esse tipo de alimento.

Isso ocorre porque o corpo humano transforma as vitaminas e minerais encontrados em frutas e legumes em substâncias antioxidantes que ajudam a evitar a inflamação das vias aéreas. Esta inflamação pode levar a uma infecção, e por sua vez, doença respiratória.

3. Respirar profundamente

As pessoas podem manter seus pulmões fortes e saudáveis respirando profundamente. Os pulmões são divididos em seções chamadas lobos. O pulmão direito tem três lobos, o pulmão esquerdo tem dois. Quando as pessoas respiram muito rapidamente, como a maioria que leva uma vida agitada faz, elas só usam o fôlego dos lobos superiores e médio do pulmão, ao invés de usá-los todos.

Quando elas respiram desta forma elas também tendem a não usar o diafragma, que é um músculo tipo folha que fica na parte inferior da cavidade torácica que ajuda a bombear o ar para dentro e para fora dos pulmões.
Este tipo de respiração rápida também reduz o suprimento de oxigênio para o cérebro, causando aumento da frequência cardíaca, pressão arterial alta, tensão e ansiedade.

A respiração profunda envolve inalar profundamente pelas narinas, puxando oxigênio em todas as seções dos pulmões, o que inclui os lobos superior, médio e inferior. Envolve também usar o diafragma em sua capacidade total. A pessoa deve treinar-se para respirar profundamente, começando a praticar 15 minutos de respiração profunda duas a três vezes por semana.

4. Não fumar

As pesquisas científicas mostram que há um aumento do risco dez vezes maior de desenvolver câncer de pulmão nas pessoas que fumam. A fumaça do cigarro estimula a inflamação dos alvéolos, que são minúsculas estruturas que levam a partir dos bronquíolos o ar para os pulmões, levando a uma respiração difícil podendo causar doenças como enfisema pulmonar ou DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica, colocando grande pressão sobre o coração).

Para tratar doenças respiratórias um médico pneumologista é o profissional indicado.

Por Salete Dias

2 Comments

Add Comment