CNH Social – descubra como é possível tirar carta de motorista de graça

Tirar a carteira de motorista é o sonho de muita gente. Só que em boa parte das vezes, o sonho é adiado devido aos altos custos que esse documento apresenta. Agora, há uma alternativa para tirar a carteira de graça.

Isso é possível através do programa nacional chamado de CNH Social, que tem mudado a vida de muita gente que sempre quis ter a liberdade de dirigir uma moto ou um veículo, mas sempre foi barrado pela falta de recursos próprios para financiar o projeto.

Conheça mais desse programa e saiba o que é preciso fazer para participar do processo seletivo, levando em conta que o candidato aprovado não terá custos nem mesmo para as taxas das provas e nem para as aulas práticas.

O que é a CNH Social

A CNH Social é um programa que recebe o incentivo do governo federal em vários estados brasileiros e que foi planejado e arquitetado pelo SEST/SENAT. O objetivo é proporcionar a opção de tirar carteira de motorista de graça.

Portanto, o foco são pessoas que precisam desse auxílio financeiro, considerando que os custos para se tirar o documento original são altos, como aqueles com as aulas práticas e teóricas. E, entre os favorecidos estão os desempregados.

PROPAGANDA

Assim sendo, conforme as regras do programa que são estabelecidas em editais, os participantes serão selecionados com base em processos seletivos, que se inicia com o envio de currículos e também a comprovação de dados.

Para participar do programa da CNH Social é preciso se enquadrar nos requisitos e saber se o seu estado é participante do programa, que conta com a ajuda e todo aparato técnico do SEST/SENAT.

Quem pode participar da CNH Social

Cada estado, junto com o SEST/SENAT, tem liberdade para criar os seus próprios requisitos para dar ordem de prioridade para as pessoas interessadas em tirar a carteira de motorista sem pagar nada.

Por isso, é muito importante buscar essas informações no seu estado. Mas, de forma geral, a seleção é feita com base nas pessoas que são de baixa renda e estão cadastradas no Bolsa Família.

Sendo que os desempregados há mais de 1 ano também possuem preferência na ordem de prioridades.

E para quem quer mudar a categoria, também há possibilidade de fazer isso pela CNH Social, sendo que não é permitido o cadastro de pessoas que já tiveram multas e penalidades no trânsito.

Como se inscrever na CNH Social

A inscrição para esse programa deve ser feita online ou em um dos locais indicados no seu estado. Por exemplo, na maior parte das vezes, o SEST/SENAT é o responsável por divulgar as informações e isso costuma acontecer no site da instituição.

Mas, os Detrans regionais também podem fazer esse papel e fornecer informações importante para o cadastro na CNH Social. O mais importante é o interessado buscar saber quando as vagas serão disponibilizadas, já que existem prazos a serem cumpridos.

E, após o fechamento das inscrições, inicia-se o processo seletivo com a análise dos cadastros e as próximas etapas, sendo que o candidato ainda passa por entrevistas presenciais com os gestores e instrutores.

PROPAGANDA