Chás naturais para emagrecer

Publicidade

O chá verde, chá branco, chá vermelho e chá preto estão ficando famosos para quem deseja emagrecer.

Provenientes da mesma erva, Camellia sinensis, os chás naturais diferem apenas no processo de fabricação. O chá verde tem as folhas aquecidas e secas, resultando na oxidação de seus componentes, o chá branco é elaborado a partir do broto da erva e não passa por esse processo, por isso assegura uma concentração maior dos princípios ativos. Já o chá vermelho é produzido por um processo semelhante ao do chá verde, porém é armazenado e passa por um período de maturação que demora cerca de 60 anos. O chá preto é o mais forte e o mais cafeinado. Depois de deixado oxidar é enrolado e seco em bandejas quentes.

Independente da maneira como são fabricados, os chás estão na moda porque ajudam a queimar calorias, prevenir doenças, o envelhecimento precoce e é diurético. Basicamente todos eles têm as mesmas características. Contêm manganês, potássio, ácido fólico, vitaminas C, K, B1 e B2 e ajuda a prevenir doenças cardíacas e respiratórias por conter tanino.

Publicidade

Quando uma pessoa ingere alimentos com alto teor de gordura, o nível de lipídios (açúcares) no sangue aumenta. Isso estimula a produção de radicais livres, (aceleradores do envelhecimento celular), que provocam o enrijecimento e diminuição temporária dos vasos sanguíneos, principalmente em quem já teve doenças cardiovasculares. O tanino dilata os vasos, impedindo que a gordura bloqueie a parede dos vasos sanguíneos.

Os chás naturais também possuem cafeína, que acelera o metabolismo, dando a sensação de mais disposição. A cafeína ingerida em grande quantidade inibe o sono, enjirece a musculatura para deixar o corpo em “estado de alerta”. Por isso a pessoa fica mais ágil e com mais capacidade de concentração.

Como os chás naturais aceleram o metabolismo ajudam a “dissolver” os açúcares do sangue mais rápido, diminuem a ocorrência de celulite (acúmulo de gordura) e ajudam a preservar as células, por isso têm efeito rejuvenecedor.

Publicidade

Mas nem tudo é conto de fadas. A ingestão em excesso pode causar taquicardia, náusea, dor de cabeça e gastrite. Outro agravante é que o tanino inibe a absorção de ferro, por isso pessoas com anemia não podem consumir os chás. Como aceleram o metabolismo também não são indicados para pessoas com problemas cardíacos ou hipertensos e para gestantes e lactantes. O consumo diário não pode ultrapassar quatro xícaras. Embora sejam naturais é bom ingeri-los sob orientação de um médico.

Como fazer seu chá natural

Ferva a água, apague o fogo e dilua duas colheres de chá natural em uma xícara de chá. Deixe o recipiente tampado de cinco a dez minutos, em ambiente escuro, antes de servir. O chá não deve ser reaquecido e pode ser guardado por até 12 horas em locais sem luz.

Publicidade

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here