Campeão espanhol, fiasco na Copa e na Champions: o ano de Lionel Messi

Quem acompanha futebol ou até mesmo quem não é muito fã, uma vez na vida já ouviu falar em Lionel Messi. O argentino que atua pelo Barcelona, é um dos melhores jogadores da atualidade e até mesmo os mais ousados dizem que o atacante é o melhor de toda a história.

Dono de 5 bolas de ouro, empatado com Cristiano Ronaldo, o jogador argentino viveu um misto de alegria e decepção durante a temporada toda. Veja abaixo uma pequena retrospectiva da temporada de Lionel Messi.

Barcelona

Na equipe catalã, Messi é sem dúvidas o maior jogador da história do clube. Mesmo tendo esse status, o argentino sempre surpreende os torcedores e o mundo todo.

Nessa edição da La Liga (Como é conhecido o campeonato espanhol), o craque foi o principal jogador na vigésima quinta conquista do Barcelona.

Após a saída do espanhol Iniesta, que foi atuar no campeonato japonês, Lionel Messi se tornou capitão da equipe, desde a chegada do treinador Ernesto Valverde, na temporada 2018/2019.

Mas nem tudo foi “mil maravilhas” para o argentino na última temporada. O Barcelona caiu precocemente na Champions League, campeonato mais desejado pelas equipes europeias.

A equipe espanhola foi eliminada pela Roma, nas quartas de finais, onde o clube tinha uma excelente vantagem e deixou a equipe italiana reverter um placar de três gols de diferença.

Argentina

O ano de 2018 podia ser o ano de Lionel Messi com a camisa da seleção argentina. Bastava fazer uma boa Copa do Mundo e até mesmo sonhar com a conquista, que seria a sua primeira com a seleção principal.

Porém, não foi isso o que aconteceu, pelo ao contrário, a Copa foi um desastre no ano de Messi.

A seleção caiu em um grupo considerado fácil para o nível da Argentina. Com oponentes como Croácia, Nigéria e Islândia, a equipe da América do Sul era a principal favorita na primeira fase.

“Na primeira partida, a Argentina enfrentou a “queridinha”“ da Copa, a Islândia. Mas, a partida não foi como todos imaginaram. A Argentina não conseguiu mostrar um bom futebol e acabou empatando a partida por 1 a 1, tendo inclusive um pênalti desperdiçado por Lionel Messi.

Nas partidas seguidas, ainda mais sofrimento. A seleção Sul-americana perdeu para a Croácia e na sequência venceu a Nigéria, em um jogo cheio de polêmicas e com gol de Lionel Messi, que viria a ser o único na sua Copa do Mundo de 2018.

Nas oitavas de finais, a Argentina enfrentou a França, a equipe que no final sagrou-se campeã. Messi pouco pode fazer e a equipe acabou sendo eliminada pelo adversário.

Após fracasso na Copa, o jogador do Barcelona ainda tomou uma séria decisão sobre o seu futuro. Após entrevista coletiva, o atacante revelou que iria se afastar de sua seleção, pelo menos até o final de 2018. Messi deverá retornar a equipe em 2019.

Prêmios individuais

Mesmo não tendo tanto sucesso na Copa do Mundo e na Champions League, Lionel Messi conquistou importantes prêmios individuais, como por exemplo a Artilharia da La Liga, com 34 gols marcados e também conquistou a chuteira de ouro, prêmio dado ao maior artilheiro das ligas nacionais em toda a Europa.