Café da manhã não pode ser pulado durante refeições, alertam nutricionistas

Você certamente já ouviu falar que não se pode pular o café da manhã porque é a refeição mais importante do dia, certo? Certo! O café da manhã é realmente fundamental para começar as atividades com muita energia, sendo indispensável para se ter uma boa saúde.

É para ele que os nutricionistas chamam tanto a atenção. Marcela Tardioli é consultora em nutrição e explica a importância do café da manhã bem reforçado, já que o intervalo da última refeição e a primeira do dia seguinte é grande.

Café da manhã não pode ser pulado durante refeições, alertam nutricionistas

“Ficamos um período longo em jejum – entre oito a doze horas, normalmente. Durante o sono, nosso organismo continua gastando energia para dar conta de manter as funções básicas como respiração, circulação e funcionamento do coração”.

Sendo assim, é essencial reabastecer o corpo ao acordar e repor energia perdida para conseguir ter produtividade naquele dia. É como se fosse a gasolina de um carro. Quando fica muito tempo sem ligar o veículo, ele nem sempre pega de primeira.

Questão de hábito

A Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN) afirma que pessoas que não possuem o hábito de fazer essa refeição tendem a ingerir quantidades insuficientes de vitaminas, ferro, cálcio, ácido fólico e outros nutrientes considerados essenciais para o nosso corpo.

O ideal é não pular a refeição e escolher por diferentes grupos alimentares ao fazê-la. Carboidratos, proteínas e gorduras misturados são bons para uma refeição equilibrada. Você pode optar por uma fatia de pão de forma integral e uma fruta ou um iogurte com cereais com fibras.

Dessa forma você ainda regula o seu intestino.

Suplementos?

Se mesmo com essas explicações você resolver não comer nada no café da manhã, Marcela alerta que o organismo pode começar a usar fontes internas de energia para conseguir suprir a falta de nutrientes.

Isso pode prejudicar a função cognitiva do cérebro, que interfere diretamente nas habilidades que temos e na nossa memória.

“A pessoa pode apresentar alguns sintomas como tonturas e dor de cabeça, além de ficar mais esfomeada. Isso faz com que ela queira comer em outros horários, deixando-a mais propensa a ganhar peso”.

Os sintomas podem variar de indivíduo para indivíduo, dependendo do jejum prolongado.          

Refeição adequada

Em resumo, com uma refeição adequada logo cedo o corpo vai ter energia para trabalhar ou estudar. Você vai ficar bem-humorado, concentrado e ter vitalidade para o dia todo.

Ao deixar de fazer a refeição, o corpo entende como uma privação de alimento e “pensa” que vai mesmo ter que poupar gordura, com medo de que não vá receber comida nas próximas horas. Com isso, você ainda pode engordar.

Se a desculpa for falta de tempo, a solução é preparar tudo no dia anterior. Você já pode aproveitar a chegada do trabalho para lavar morangos, separar o recheio do pão integral, de repente fazer um franguinho desfiado para comer com tapioca…

Vale de tudo, mas o importante é não deixar de comer no café da manhã.

O cardápio do café da manhã

Para te ajudar na elaboração do cardápio, seguem especificados os grupos que devem estar presentes na refeição:

Leite, queijos e iogurtes: principais fontes de cálcio, são importantes para o tecido ósseo e também ricos em proteínas.

Cereais, pães e biscoitos: são fontes de carboidratos e consequentemente de energia. Os integrais também levam grande quantidade de fibras e vitaminas. Elas atuam no bom funcionamento do intestino.

Frutas (pode ser em suco): ricas em vitaminas, fibras e minerais, elas também ajudam no bom funcionamento dos intestinos.