Bunge faz anúncio de CEO interino e diminui previsão de lucros para 2018

Uma das maiores gigantes do agronegócio, a empresa Bunge, nomeou no último dia 22, um dos integrantes de seu conselho como presidente executivo. Além disso, cortou a previsão de lucro antes de juros e impostos de 2018, por conta do agravamento das condições no mercado como um todo.

Nos últimos tempos, a empresa lida com um excesso mundial de grãos. Foi essa situação que arrastou os preços de produtos agrícolas e reduziu as margens.

O que deprimiu ainda mais as cotações foi a guerra comercial entre os Estados Unidos e a China, pois o entrave diminuiu as exportações que eram negociadas dos EUA para China.

Mudança!

Quem assume agora o posto de CEO é Gregory Heckman, sócio fundador da empresa de investimento privado Flatwater Partners.

A indicação faz parte de um acordo para tentar aliviar a pressão dos acionistas sobre a administração da Bunge no fim de 2018. A empresa anunciou a saída do CEO Soren Schoder em dezembro. Agora, informou que Heckman assume interinamente. 

A empresa cortou no mesmo dia a previsão de lucro antes de impostos para 2018 e citou que as suas safras no Brasil tiveram uma queda.

O lucro ajustado antes de juros em impostos nesse ramo agrícola, segundo a empresa, seria ente 90 milhões de dólares e 100 milhões – um valor menor do que era esperado e inferior ao piso do intervalo que estava previsto antes.

Para o segmento de bioenergia e açúcar, a expectativa ficou em 60 milhões a 70 milhões de dólares. O que isso quer dizer? Que reduziria o número como um todo para menos que 1,05 bilhão de dólares.

Ainda de acordo com a Bunge, Ernest Bachrach, Patrick Lupo e Enrique Boilini (membros do conselho) não seriam reeleitos.

O que já aconteceu

As mudanças na equipe começaram no dia 30 de outubro do ano passado, quando a Bunge precisou ceder à pressão e incluir diretores no conselho.

A decisão de expandir foi tomada no momento em que a gigante do agronegócio recebia ofertas públicas da trading de commodities Glencore e da rival Archer Daniels Midland. Isso já por causa do excesso global de grãos, que prejudicou os preços das commodities.

Na época, a empresa também disse que formaria comitê separado para uma revisão estratégica focada em aumentar o valor de acionistas a longo prazo.

BUNGE

A Bunge é uma empresa global, integrada ao setor de agronegócios, bioenergia e alimentos. Ela opera em toda a cadeia produtiva, do campo à mesa do consumidor. São mais de 35 milhões de funcionários em 35 países.

Eles ajudam os agricultores a produzir colheitas maiores e fazem produtos de alta qualidade. A Bunge é considerada uma das principais empresas no segmento, é líder em originação de grãos e processamento de soja e trigo, na fabricação de produtos alimentícios e em serviços portuários.

Tem cerca de 17 mil colaboradores e desde 2006 atua também no segmento de açúcar e bioenergia.    A Bunge Brasil pertence à holding Bunge Limited, que foi fundada em 1818 e que tem sede em White Plains, em Nova York, nos EUA.

Add Comment