Brasileiro ganha estrela por restaurante em Paris, na França

Quem assiste o famoso programa de Culinária “MasterChef” da rede Bandeirantes já ouviu falar sobre a importância de uma estrela Michelin para um chefe da gastronomia e o quanto isso é exaltado pelos seus seguidores e clientes.

O conceito, tão sonhado por todos os chefs, é sinônimo de qualidade para exaltar a mais fina cozinha. Para leigos no assunto, ganhar uma estrela Michelin é algo parecido com um atleta ganhando uma medalha em Olimpíada.

E foi o que conseguiu o Chef tupiniquim Raphael Rego, como ilustrou a página Bom Gourmet.

O prêmio!

Raphael, dono e chef do restaurante Oka, alcançou sua primeira estrela Michelin no início deste ano e terá seu restaurante publicado no guia francês.

Sua casa culinária está localizada na França, na excêntrica cidade de Paris. Para os viajantes degustadores, segue o endereço: Rue Berthollet, 75005.

Raphael tem 34 anos e tem seu restaurante em pleno funcionamento desde 2014.

O brasileiro é conhecido, segundo o próprio Guia Michelin, por ter uma gastronomia extremamente bem executada, sutil e perfumada.

Além disso, o chef consegue promover em seus pratos uma viajem entre o gosto francês e o brasileiro.

A estrela Michelin

A honra da estrela Michelin é para poucos.

Em toda a alta gastronomia mundial só existem 3000 restaurantes com pelo menos uma estrela.

3000 restaurantes é um número grande, mas isso parece ser muito frente a uma escala global? Com certeza, não! Para se ter uma ideia, só na cidade de São Paulo existem quase 13 mil restaurantes.

A avaliação francesa Michelin surgiu derivado da indústria automobilística.

Michelin é assunto de carros?

Para muitos, o termo Michelin é sinônimo de pneus! E você não está errado de pensar assim. O Guia culinário existente nasceu de guias que a empresa automobilística realizava para incentivar o uso de carros.

Com o passar do tempo, o guia começou a avaliar restaurantes e locais para descanso.

Hoje, o guia é mais conhecido pela avaliação de restaurantes é realizada pelos maiores críticos de gastronomia do mundo.

Para quem se interessar, há um aplicativo do guia disponível para a plataforma Android e IOs.

As estrelas!

Um restaurante pode ter a honraria de ter uma, duas ou três estrelas.

Uma estrela significa que a gastronomia do local é bem executada; duas estrelas significam que o restaurante tem uma cozinha bem executada e que vale um desvio na sua rota e três estrelas significam o maior auge de um restaurante: originalidade que vale uma viajem para conhecê-lo.

E não pense que conseguir a estrela seja a parte difícil.

A avaliação francesa é revista constantemente e o desafio maior do restaurante é sempre manter ou melhorar a qualidade para que suas estrelas não caiam do céu para o inferno num estalar de dedos.

E, para a felicidade dos entusiastas de gastronomia, no Brasil há 17 restaurantes com estrelas Michelin.

14 estão localizados em São Paulo e 3 no Rio de Janeiro.

Os destaques são o restaurante DOM, do Chef Atala e detentor de 2 estrelas; restaurante Tuju, do chef Ralston com duas estrelas e o restaurante Oro, do chef Felipe Bronze, também detentor de duas estrelas.