A falha Bluekeep do Windows deixa sistemas vulneráveis

Você sabe do que se trata a Falha Bluekeep do Windows? Em resumo, podemos dizer que é uma brecha no Windows que permite integração com códigos maliciosos. Isso pode vir a ser uma epidemia para a Microsoft.

Especialistas estão de prontidão após serem detectadas milhões de atividades de varredura na web, relacionadas a falha Bluekeep do Windows. Essas varreduras muitas vezes precedem ataques cibernéticos de grande proporção.

A falha Bluekeep do Windows deixa sistemas vulneráveis
A falha Bluekeep do Windows deixa sistemas vulneráveis

Em outras palavras, Bluekeep nada mais é que um apelido para uma brecha de segurança no Windows. Mesmo sendo corrigida pela Microsoft nos pacotes de atualização de maio para o sistema operacional, ela ainda persiste.

O que devo esperar da falha Bluekeep?

Apesar de já estar disponível a correção a mais de duas semanas, muitos sistemas permanecem sem atualização. Varreduras se tornam necessárias nos sistemas com maior potencial de vulnerabilidade.

A quantidade de sistemas em situação vulnerável pode ser menor que o esperado. Porém uma parcela das máquinas detectadas podem ser de honeypots (computadores preparados por especialistas para absorver ataques de qualquer natureza). Mesmo assim, o número de potenciais computadores expostos preocupa.

A falha está localizada na área de trabalho remota do Windows e afeta várias aplicações em uso. Entre os operacionais atingidos estão: Windows XP, Windows Server 2003 e 2008, Vista e Windows 7. O Windows 10 e o Windows 8.1 não estão suscetíveis a essa falha segundo a Microsoft.

Atualizações podem corrigir o problema

Eventualmente a Microsoft decidiu lançar algumas atualizações especialmente para o Windows XP. O sistema, lançado em 2001, hoje é considerado obsoleto e já não recebia atualizações da Microsoft.

Até então, nenhum código malicioso foi encontrado explorando a falha BlueKeep. Entretanto, empresas de segurança já desenvolveram testes e programas para testar essa falha e afirmam que é uma questão de tempo até criminosos fazerem o mesmo.

Sistemas passíveis da falha Bluekeep que estiverem conectados a internet, podem ser atacados sem que a vítima tenha consciência. Em se tratando de uma rede empresarial, a falha pode ser desencadeada em todos os computadores usando-se as mesmas técnicas.

O que a falha Bluekeep pode causar?

As consequências dessa falha passam por um ataque bem planejado. Um ataque como esse pode causar prejuízos parecidos ao vírus WannCry. Em resumo, esse vírus contaminou pelo menos 200 mil sistemas em 2017 e chegou a interromper serviços públicos pelo mundo todo.

Embora o serviço de Área de Trabalho Remota não seja de uso frequente em serviços domésticos, ainda assim a falha pode ser explorada. Em caso de dúvida o indicado é usar o Windows Update no painel de controle para prosseguir com as atualizações.

Em outras palavras, mesmo que as atualizações já estejam disponíveis para o Windows Xp, é altamente aconselhável que os usuários desse sistema migrem para uma versão mais nova.

Conforme cronograma, o Windows 7 deve ficar sem suporte a partir de 2020. O ideal mesmo é mudar diretamente para o Windows 10.

Gostou do artigo? Se deseja mais informações tecnológicas acesse nossa sessão Tecnologia. Até o próximo!