A Arte em Administrar

Conceitos de Adminitrar

Há algum tempo atrás, os motivos que levavam as pessoas a interessarem-se pela Administração, era a existência de uma empresa familiar que necessitaria de continuidade ou o pensamento de que “mandar” é sempre uma posição mais confortável do que obedecer. Isso porque o significado de “tomar as rédeas” de uma empresa, ainda passava a impressão de atitude, poder absoluto, chefia isolada. O administrar, era um conceito quadrado. Que não permitia interferência, limitado ao pensamento do único direcionador. Um tempo onde o chefe não errava e não era confrontado. Enfim, particularidades da época. Um universo absolutamente masculino.

imagesqweeeeeeeee

Felizmente, este quadro foi mudando e transformando bruscamente. Tanto no que refere-se a tecnologia efêmera, o desbravador anseio do homem em ir cada vez mais longe, o conhecimento acadêmico e talvez principalmente, a percepção de que muito estava por trás da arte em administrar, o que foi encantando grande número de indivíduos que tomaram o exercício como profissão.
Hoje, obedecer não é atrelado a ter juízo, até mesmo porque, a própria relação proprietário – colaborador, fora transformada e ao serem questionados, os chefes de ontem deram espaço ao líder, que atualmente, por diversos momentos tem sua gestão compartilhada. Daí a oportunidade que tantos enxergam em seguir o caminho administrativo. Suas ideias são ouvidas, sugestões possivelmente aceitas e a satisfação ao sentir-se parte integrativa da empresa, torna o trabalho bem mais agradável, resultando na realização tão almejada.
Quando criticamente, pode-se avaliar o trabalho de um Administrador, conclui-se que tal indivíduo é dotado de características tão próprias e distintas, que se entende a importância de uma boa e produtiva formação. Para que enfrente com OUSADIA, CONFIANÇA e COMPROMETIMENTO uma arte tão poderosa e que as vezes tão mal remunerada e discriminada. Talvez por ainda estar fresco na memória da sociedade, as características passadas, como o autoritarismo e a monarquia empresarial.

Posturua do Administrador

O Administrador deve portanto, comportar-se como o sujeito enfatizado por Chiavenato , obstinado, competente, inovador, capaz de unir as primícias de cada recurso à sua disposição. Uma vez que todo desenvolvimento social e econômico, seja de um país ou de uma organização, passa-se necessariamente pela administração.

2 Comments

  1. IVANINIA DOS SANTOS SOUZA

Add Comment