3 dicas para ter a gengiva sempre saudável

Quando o assunto é sobre a saúde bucal, sempre pensamos nos dentes e acabamos deixando de lado as gengivas, não é mesmo? No entanto, se por um lado a dor de dente é quase insuportável, saiba que as doenças da gengiva também podem ser muito graves.

E, além do mais, tem a questão estética também. Portanto, manter esse tecido da boca saudável é uma ótima ideia e que faz toda a diferença para a sua autoestima. O melhor de tudo é que cuidar da gengiva não é tão difícil como parece. Existem 3 cuidados que são essenciais e nós listamos eles.

1 – Higiene Bucal

A escovação é o primeiro passo para uma gengiva e dentes saudáveis. Isso porque ela não deve ser feita de forma apressada e sem o uso do fio dental. Ao contrário, é preciso criar hábitos que sejam positivos para a saúde bucal como um todo.

A ideia é escovar os dentes sem pressa, usando escovas adequadas e o fio dental.

Quanto ao final dental, saiba que ele é muito importante para a gengiva porque se for usado com agressividade pode fazer até sangrar essa região da boca. E isso se torna porta de entrada para bactérias, por exemplo.

2 – Mesa de Jantar

Sim, a gengiva tem a ver com a mesa de jantar. Como? Os alimentos muito doces ou gordurosos demais ajudam muito no acúmulo de placas bacterianas na sua boca. E, apesar delas grudarem nos dentes, o conjunto acaba chegando até a gengiva.

Isso acontece porque os micro-organismos ou biofilme bucal como são chamados pelos dentistas, ficam duros especialmente na linha da gengiva. Logo, o resultado é a gengivite, uma inflação que dá nessa parte da boca.

Ainda sobre a alimentação, saiba que o uso do palito de dente pode ser uma forma eficaz de tirar algumas sujeiras de certas áreas dos dentes, especialmente quando falamos em “tirar o restinho de comida que fica preso ao dente”.

Só que nem sempre ele sozinho vai ser recomendável, especialmente que pode causar outra doença, agora chamada de retração gengival, que nada mais é do que ferimentos na gengiva. O fio dental é a melhor indicação para essa limpeza.

3 – Consultório Dentista

Quando se segue os 2 passos listados acima, o resultado costuma ser ótimo para todo mundo que quer ter as gengivas saudáveis. No entanto, isso não inibe a consulta ao especialista, que é o dentista. Para casos sem emergências, a dica é visitar o dentista 1 vez ao ano, pelo menos.

O profissional é responsável e estudado para prevenir que o tecido das doenças inflamatórias (como a gengivite) se torne doenças mais graves, como a periodontite. Então, a visita à ele também é uma forma inteligente de cuidar das gengivas.

Além do mais, ele vi poder recomendar as boas ações cotidianas, como “praticar a escovação suave”, “passar o fio dental com leveza”, “usar escovas com cerdas macias”, “adotar a alimentação balanceada”, “evitar o uso constante do palito de dente”, entre outras dicas.