UFC Rio:Anderson Silva – Nunca serão!

Brasileiros conquistam arena de UFC Rio

Com toda a certeza os organizadores do UFC Rio ficaram impressionados com o público Brasileiro que lotou a HSBC arena no último sábado para acompanharem os ídolos brasileiros.

Nunca se viu tanto barulho e vibração em um card preliminar das lutas do UFC, praticamente todos os lugares estavam ocupados horas antes das lutas principais, o que deixou o presidente Danna White impressionado, ainda mais após a entrada do lutador do BOPE Paulo Thiago que entrou com a música tropa de elite, mexendo literalmente com o público presente que cantavam o refrão da música em coro fazendo a HSBC arena tremer.

Parecia festa de estádio, o público carioca realmente está de parabéns pela postura e pela vibração em todas as lutas, mostrando para o resto do mundo que no Brasil a coisa é muito diferente, pois aqui o povo abraça seus ídolos de verdade, talvez isso tenha até assustado os adversários, quebrando assim a declaração do americano Forrest Griffin que disse antes da luta: “torcida não influência muito, pois dentro do Octagon será somente eu e ele…” referindo-se ao brasileiro Mauricio Shogun. Mas quando Forrest Griffin sentiu a pressão do público cantando hinos, fazendo um barulho ensurdecedor e gritando o tempo todo pelo nome do brasileiro, com certeza o americano tremeu na base e perdeu toda a concentração, pois foi nocauteado ainda no primeiro round.

Realmente foi uma noite histórica para os brasileiros, pois nossa maior lenda dos pesos pesados Antônio Rodrigo Nogueira, o Minotauro, estava de volta aos ringues depois de um ano parado e três cirurgias, e em sua primeira luta no Brasil acabou nocauteando uma das novas revelações da categoria, o jovem americano Brendan schaub, que acabou sendo nocauteado também no primeiro round, frente a um Minotauro focado e empurrado pela torcida.

Mas a grande luta realmente foi a do melhor lutador do mundo, o brasileiro Anderson Silva, que mais uma vez surpreendeu o mundo mostrando toda suas habilidades de luta, usando o primeiro round apenas para testar seu adversário, o japonês Yushin okami que parecia desesperado tentando de todas as formas derrubar o brasileiro, que como sempre usava sua esquiva brilhantemente, mas no segundo round após um Knockdown, o japonês se perdeu de vez, e após outro knockdown, Anderson Silva castigou o adversário até a interrupção do árbitro, fechando assim o UFC Rio com chave de ouro e usando as palavras do capitão nascimento: “nunca serão!”

lutas

 

 

 

 

 


Colunista
Equipe de redação da Revista Dicazine. Desde 2008 trazendo informação relevante e de qualidade, promoções divertidas e fáceis de participar. Assine gratuitamente e faça parte do seleto grupo!
Envie seu comentário

Por favor insira seu nome

Seu nome é requerido

Por favor insira seu email

Um email é requerido

Por favor entre uma mensagem

Customização por inflar.com Criação de Sites e design por WPShower. Política de Privacidade. Google+

Feito com WordPress.

Mais Conhecimento

Para Um Vida Melhor!

"O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã." — Leonardo da Vinci
"Receber essas dicas é como fazer um curso gratuito de conhecimentos gerais! Obrigado!" — Nobre Leitor Dicazine