UFC Rio: A melhor torcida do mundo!

Luta Vale Tudo

Apesar do povo brasileiro ainda sofrer com problemas de memória e com a falta de apego pelo seu passado, esquecendo-se rapidamente dos fatos históricos e marcantes que fizeram parte de toda sua trajetória, no fundo acredito que ainda restam vagas lembranças.

Mesmo com toda a inovação nos costumes do povo, vejo que em se tratando de nossos ídolos, o povo ainda carrega amor e respeito por todos os esportistas que fizeram algo pelo nosso país, e isso já é um começo.

Em se tratando de esporte, mostramos no UFC Rio, que nosso povo vive junto de seus ídolos e compram brigas por eles se preciso for. Nunca em toda a história do UFC se viu algo tão emocionante como a torcida brasileira,  levamos os gritos dos estádios para dentro de uma arena, resgatamos nossos antigos heróis que começaram esse esporte, como os membros da lendária família Gracie e tantos outros ex-lutadores de MMA.

Talvez a entrada mais impressionante dos últimos tempos no UFC  foi a de Paulo Thiago, cabo do BOPE, que entrou com a música Tropa de elite do grupo tihuana levando a arena ao delírio, e os próprios organizadores do evento ficaram estupefatos com a energia do público que já haviam ocupado praticamente todos os lugares uma hora antes do evento principal começar, isso nunca havia acontecido na história do UFC.

Brasileiros se superam na Lutas UFC

O público de fora acostumados à cortesia dos aplausos e vaias, devem estar até agora se perguntando o que era aquilo? Gritos de torcida, hinos, gritos de guerra, palavrões, xingamentos e muita histeria. Com toda a certeza o Google deve ter sido acessado milhares de vezes pelos gringos mais curiosos para tentarem entender o significado das frases: “caveira!” ou “senhores, nunca serão, jamais serão!”. Isso só os brasileiros podem dizer.

Nossa safra de ídolos é muita extensa, é certo que logo, logo muitos desses lutadores cairão no ostracismo como acontece com tantos outros ídolos do passado e de  outras modalidades esportivas, mas o que importa mesmo é saber que quando um ídolo surge, ele será idolatrado pelo povo onde estiver. Assim como aconteceu com Ayrton Senna em sua vitória no Brasil onde nunca na história da fórmula 1 se viu algo parecido, uma pista invadida por milhares de torcedores enlouquecidos com bandeiras nas mãos, ou mesmo nos tempos áureos do Gustavo Kuerten, ganhando de seus adversários com a ajuda dos seus fãs, que irritavam seus oponentes com gritos e batuques a roda de samba nas quadras de Roland Garros, temos também os títulos mundiais de boxe do nosso campeão Acelino “popó” Freitas, sempre carregado por milhares de braços após suas lutas no Brasil e até mesmo fora do país, pois sempre haverá um brasileiro seguindo seu ídolo em qualquer parte do mundo!

 

 


Colunista
Equipe de redação da Revista Dicazine. Desde 2008 trazendo informação relevante e de qualidade, promoções divertidas e fáceis de participar. Assine gratuitamente e faça parte do seleto grupo!
Envie seu comentário

Por favor insira seu nome

Seu nome é requerido

Por favor insira seu email

Um email é requerido

Por favor entre uma mensagem

Customização por inflar.com Criação de Sites e design por WPShower. Política de Privacidade. Google+

Feito com WordPress.

Mais Conhecimento

Para Um Vida Melhor!

"O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã." — Leonardo da Vinci
"Receber essas dicas é como fazer um curso gratuito de conhecimentos gerais! Obrigado!" — Nobre Leitor Dicazine