Solidariedade:Valores humanos

Desenvolvendo a solidariedade

É mito comum quando tomamos conhecimento de alguma catástrofe, que seja por acidentes de efeitos naturais como nos casos das enchentes e deslizamentos, que infelizmente acompanhamos aqui no Brasil. Assim como
terremotos entre outras coisas terríveis que acontecem nos outros países.  Diante dessas tragédias de comoção pública, a sociedade se sensibiliza e imediatamente busca mecanismos para que possa ajudar
a minimizar a dor alheia e mesmo quem não pode, por diversos motivos, ajuda com orações.

Naquele momento em que se está ajudando alguém, independente da forma utilizada, quer seja direta ou indiretamente, nos olhamos e percebemos que o problema que nos aflige fica menor, que diante de tão grande e lastimável
situação do nosso próximo, aquilo que até então tirava o sono, perdeu o seu falso poder de dragão, ou seja; passou a ocupar o lugar real, que na maioria das vezes, não é tão grande e ameaçador como parecia ser.

A preocupação tende a nos conduzir a depressão, isso quando não vai mais além produzindo um efeito conjunto de depressão, ansiedade e medo. Medo de não conseguir encontrar a solução, de não cumprir com os prazos no caso
de ser assunto ligado ao trabalho e sem perceber, causa irritabilidade sem contar outras tantas enfermidades que possam surgir. Por isso praticar, exercitar o bem que há em nós, infelizmente em geral é algo que despertamos nos
momentos das aflições alheias, é um bálsamo para as nossas próprias causas.

Benefícios da solidariedade

A ciência já admite que o antigo conselho de praticar o bem, se importar com os outros, ajuda a se restabelecer e em muitos casos, não só no alento emocional, favorece também nos fatores físicos.

Muitas pessoas que antes se se tonarem voluntárias, queixavam-se de dores no corpo, desânimo, solidão, pouca atenção por parte dos familiares, com a frequência e aumentando a dedicação em uma rede solidária, passaram a
sentir-se melhor com mais animo, brilho e vontade de viver por se sentirem necessárias e descobrir a importância que tem.

Para ser fraterno, não precisamos esperar que as catástrofes aconteçam. Fazer uma visita a um asilo, conversar e ler para os idosos, dedicar um pouco de atenção em um orfanato, participar de reuniões sócias ou Ongs
voltadas para ajuda ao próximo, certamente fará muita diferença para aqueles que aguardam a nossa visita.

 

 

 

 

 

 

 


Colunista
Autora e roteirista, com livros, webs novelas e artigos na bagagem. Presta com consultoria em gestão de mídias e treinamento de formação profissional.
Envie seu comentário

Por favor insira seu nome

Seu nome é requerido

Por favor insira seu email

Um email é requerido

Por favor entre uma mensagem

Customização por inflar.com Criação de Sites e design por WPShower. Política de Privacidade. Google+

Feito com WordPress.

Mais Conhecimento

Para Um Vida Melhor!

"O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã." — Leonardo da Vinci
"Receber essas dicas é como fazer um curso gratuito de conhecimentos gerais! Obrigado!" — Nobre Leitor Dicazine