Respeito é BOM e Todo Mundo PRECISA!

 

A famosa frase “Respeito é bom e eu gosto” já foi dita ao menos uma vez na vida por todo mundo. Ela sai nos momentos em que nos sentimos injustiçados, desrespeitados, quando achamos que alguém fez algo indigno conosco. Acontece que a noção de respeito é algo que está cada vez mais em falta nos dias atuais. A nossa sociedade não ensina mais o que significa isso, não usamos esse conceito todos os dias, com amigos, familiares, colegas de trabalho, vizinhos e até pessoas que nem conhecemos, mas cruzamos na rua. Todos ao nosso redor, PRECISAM ser respeitados, inclusive, nós mesmos.

Então vale a pena pensar na dita “evolução” da espécie humana. Será que progredimos? Será que tudo que hoje é tão normal, natural, é baseado em respeito a nós mesmos e aos outros? As pessoas que defendem seus princípios acabam sendo chamados de retrógrados, conservadores. Mas será que é bom não ter princípios para defender?

Então este artigo pede alguns minutos de reflexão. Sobre nossas atitudes diárias, nossa noção de respeito e nossos princípios. Vale a pena parar um pouco a vida corrida e pensar até onde chegam os limites das pessoas, que parecem não reconhecer mais o espaço alheio, fazendo do outro uma extensão absurda de si próprio.

 

Reprodução

Reprodução

 

RESPEITO À VIDA

Pensando nas notícias que vemos todos os dias nos jornais e revistas, quanto será que vale a vida? Uma pizza que demora? Uma buzinada no trânsito? Um som alto de um vizinho? Pois é exatamente assim que a vida tem sido tratada. Sem a mínima noção de valor ou respeito. Ser atingido num assalto virou roleta russa, não existe mais a tática de “não reagir” para salvar a vida.

Aí podemos pensar: “Ah, esses ladrões, assassinos, não tem nada a ver comigo, eu sei respeitar a vida!”. Será? O que você, que é pai ou mãe, ensina como exemplo ao seu filho? Ele vê você beber e dirigir, correr no trânsito loucamente e colocar a vida de toda a família em risco? Ou então beber demasiadamente, fumar e ter todo tipo de vício que prejudica o próprio corpo?

Respeitar a vida, não é apenas às vidas alheias, mas também a sua própria. Então quando nos colocamos em risco. Quando usamos substâncias que afetam nosso fígado (como o álcool), ou afetam nossos pulmões (como o cigarro) e todo tipo de drogas. Isso também é desrespeito ao próprio corpo, desrespeito à vida. Praticar exercícios regulares, ir a médicos com frequência, evitar hábitos negativos, são atos de amor a si mesmo, de cuidado.

RESPEITO AOS OUTROS

Outro famoso dito popular é bem claro: “Meu direito termina quando o do outro começa”. O problema é que ninguém enxerga os limites do seu próprio direito. Agem como se seus direitos fossem infinitos e os outros tivessem apenas deveres, incluindo o

dever de respeitar os seus direitos. Isso com certeza é uma distorção do que signifca respeito. Cada um tem seus direitos, isso é claro, mas não pode se esquecer que os outros também tem.

Então se você tem o direito de ouvir música, o outro tem o direito de não querer escutar a mesma música que você. Coloque o fone de ouvido! Se você tem o direito de comprar seu ingresso para um jogo ou show, o outro também tem. Respeite a fila! Se você quer chegar logo ao seu trabalho e se irrita com o engarrafamento, o outro também quer chegar ao seu destino. Não saia buzinando e gritando com todos pela frente! Se você quer pagar suas contas, o idoso, o deficiente, a grávida também querem e precisam fazer isso mais rápido. Respeite os atendimentos preferenciais!

Os exemplos de respeito ao outro no nosso dia-a-dia são infinitos. Todos os dias temos a oportunidade de mostrarmos nossa humanidade, sempre que o outro se apresenta diante de nós. Temos a chance de sermos mais que mamíferos, sermos humanos, seres que pensam e sabem medir as consequências de seus atos.

RESPEITO ÀS OPINIÕES

Estamos vivendo uma fase de muitos debates e criações de leis a respeito de tudo. Debates envolvendo religiões, moralidade, preconceitos são a onda do momento. Uns acusando os outros de não respeitarem suas opiniões, quando o que fazem é também não respeitar a opinião diferente.

É ilógico pensar nisso. Mas o que acontece é que muitas vezes ao defender o próprio ponto de vista, acaba-se passando por cima do ponto de vista alheio e isso também é desrespeito. Exige-se que o outro não seja preconceituoso, mas na primeira oportunidade age-se munido de intenso preconceito.

É preciso entender que por mais que eu tenha uma opinião a respeito de um assunto, é só isso que ela é: uma opinião. Não uma verdade absoluta. Aquele que difere de mim em pensamento, apenas difere, não é melhor nem pior. Respeitar o direito que todos tem de pensar e de até mudar de ideia é fundamental para que a vida em sociedade não vire um campo de guerra.

RESPEITO A SI MESMO

A tal liberação sexual acabou por trazer em definitivo uma liberalidade exacerbada que adultiza crianças, normaliza exibição do corpo e faz das pessoas, especialmente as mulheres, pedaços de carne em exposição. Não é preciso uma saia batendo no calcanhar para uma pessoa se dar ao respeito, mas um short que parece uma calcinha, beira ao total descrédito enquanto pessoa e mulher.

Respeitar a si mesmo não é apenas cuidar da sua saúde física, como dito anteriormente, mas é também cuidar das suas emoções, das suas relações, das suas decisões e metas. Você só se respeita quando alcança todo potencial que sabe ter. Só se respeita quando entende que tem mais a dar do que exibir suas formas físicas. Só se respeita quando

transforma ideias em prática diária e quando faz dos seus princípios base para suas atitudes.

Se fóssemos falar de todas as dimensões do RESPEITO, precisaríamos de vários artigos para esgotar o tema. É amplo, complexo e cheio de entrelinhas. Mas começar a pensar de verdade sobre isso, pode ajudar a mudar, nem que seja abaixando o volume do som para não incomodar o seu vizinho!


Colunista
Psicóloga com atuação em hospitais e clínica. Apaixonada por livros, faz uso do seu tempo livre para escrever e trazer dicas baseadas em sua experiência como profissional. Além de possuir um blog e auxiliar pessoas do Brasil todo através dessa rede social. Fernanda é baiana, mas atualmente mora em Recife. Conheça o novo projeto dela: "Os contos sem fada"
3 total comments on this postComente!
  1. Achei bem interessante quando a colunista disse: “Só se respeita quando
    transforma ideias em prática diária e quando faz dos seus princípios base para suas atitudes.”
    Se entendermos e aplicarmos isso, seremos cada dia mais respeitados e respeitadores….
    Parabéns!!! Cada dia Fernanda Friederick se supera mais e mais.

  2. Ótimo texto, Fernanda… Deus continue te abençoando e te inspirando!

  3. Cada dia melhor! Pois é o respeito tem sido quase que raro, o bom senso tb! Essa palavra é o cerne de toda boa convivência é o limite… Um texto para se individualizar, mas tb para toda coletividade, é base para uma boa sociedade e uma bom relacionamento seja com conhecidos ou n… Muito bom, muito bom, muito bom. Terá um efeito pedagógico sobretudo…

6 total pingbacks on this post
Envie seu comentário

Por favor insira seu nome

Seu nome é requerido

Por favor insira seu email

Um email é requerido

Por favor entre uma mensagem

Customização por inflar.com Criação de Sites e design por WPShower. Política de Privacidade. Google+

Feito com WordPress.

Mais Conhecimento

Para Um Vida Melhor!

"O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã." — Leonardo da Vinci
"Receber essas dicas é como fazer um curso gratuito de conhecimentos gerais! Obrigado!" — Nobre Leitor Dicazine