Telefone Celular pode causar câncer no cérebro

Os riscos do Celular

Os campos eletromagnéticos de telefones celulares e smartphones na categoria de fatores ambientais possivelmente carcinogênicos. A Organização Mundial de Saúde (OMS) adotou uma posição: as ondas eletromagnéticas usadas por dispositivos móveis pode causar tumores cerebrais. A decisão vem de uma reunião em Lyon (França), uma agência da OMS, a Agência Internacional para Pesquisa sobre Câncer (IARC).

A avaliação se refere apenas a gliomas, tumores cerebrais, e não a outros tipos de câncer. Os especialistas não têm comentado sobre o risco real, mas indicou que não havia provas de 40% mais chances de desenvolver câncer para aqueles que usam o telefone muito (cerca de 30 minutos por dia por um período de mais de 10 anos). “Os testes ainda estão acumulando, mas são o suficiente para dizer que não podemos excluir uma correlação. Por isso que devemos estar atentos “, disse Jonathan Samet, da Universidade do Sul da Califórnia e presidente de um comitê internacional de 31 especialistas reunidos esta semana em Lyon. O grupo de trabalho reviu todas as evidências científicas disponíveis e os estudos até à data sobre a relação entre campos eletromagnéticos de radiofreqüência eo desenvolvimento de tumores. Suas avaliações foram divulgados durante uma conferência de imprensa e da monografia “A radiação não-ionizante, Parte II: Campos Eletromagnéticos de Radiofreqüência (inclui telefones celulares)” em breve estará disponível no IARC (vol. 102).

A partir de hoje, portanto, o campo magnético produzido pela célula cai na categoria dos 2B IARC classificação (possivelmente cancerígeno, de fato, para compreender a escala de referência, deve-se dizer que a queda na categoria 1 fatores cancerígenos, certamente, e em 2A como provavelmente carcinogênicos ).

 

 

Três tipos de exposição considerados pelo painel de especialistas de radar e de microondas (emprego), um associado com a transmissão de sinais de rádio, televisão e outros dispositivos sem fio (ambiental), e que associado com o uso de telefones celulares (pessoal).

Para as duas primeiras categorias os dados acumulados até agora não são suficientes para dizer qualquer coisa. Neste último caso, no entanto, há evidências, ainda que limitada, por isso é possível associação com gliomas (tumores cerebrais, mais freqüente) e neuromas acústicos (tumores do nervo que liga o cérebro ao ouvido). Nada que possa dizer, no entanto, para a correlação com outros tipos de câncer.

Agora, os governos de cada país decidir como utilizar estas informações avaliações, que quer ser um apoio científico. O que é certo é que a prova – de animais e estudos epidemiológicos – ainda estão muito fracos para dizer uma palavra final. O relatório deve resumir as considerações do grupo de peritos será publicado novamente próximo 01 de julho no The Lancet Oncology.

 


Colunista
Equipe de redação da Revista Dicazine. Desde 2008 trazendo informação relevante e de qualidade, promoções divertidas e fáceis de participar. Assine gratuitamente e faça parte do seleto grupo!
Envie seu comentário

Por favor insira seu nome

Seu nome é requerido

Por favor insira seu email

Um email é requerido

Por favor entre uma mensagem

Customização por inflar.com Criação de Sites e design por WPShower. Política de Privacidade. Google+

Feito com WordPress.

Mais Conhecimento

Para Um Vida Melhor!

"O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã." — Leonardo da Vinci
"Receber essas dicas é como fazer um curso gratuito de conhecimentos gerais! Obrigado!" — Nobre Leitor Dicazine