O estudo da Ioga: Parte I

Ioga e sua Filosofia

terapias

A Ioga trata-se de uma filosofia, outros a consideram uma técnica de bem-estar psicofísico que surgiu há aproximadamente seis mil anos no extremo oriente, mas precisamente na índia. Contudo alguns de seus divulgadores afirmam que, em outros lugares, essa arte já era praticada desde muito antes.

Na universidade de Trujillo, no Peru, existem esculturas milenares que revelam posições análogas às da Ioga. Os Kahunas, primitivos habitantes das ilhas Havaianas, com o uso de exercícios mentais também semelhantes à Ioga, conseguiam impressionante controle sobre o corpo.

Na índia existem várias obras escritas sobre diferentes ramos da Ioga,  variadas atividades de arte, magia, filosofia, ciência e religião, estão incluídas em suas diversas definições. Mas o primeiro a apresentar uma definição escrita completa sobre o assunto foi Patanjali, aproximadamente no século terceiro A.C.

A palavra Ioga deriva da raiz sânscrita “Yuj”, que significa a união de dois objetos, uma mistura, transformação de uma coisa em outra, ter consciência, enfim, que se é uma partícula do todo e por isso a ele unida.

A Ioga se desenvolveu principalmente no extremo oriente, em virtude de os habitantes daquelas regiões melhor se adaptarem a tal sistema filosófico doutrinal, já que especificamente na índia, o culto a vários deuses e mestres espirituais é bem vasto e respeitado, mesmo sabendo que a Ioga é um treinamento físico, mental e espiritual. Não religioso, embora seja aparentemente místico, somente aquele que nela se aprofundar poderá compreendê-la de verdade.

A Ioga se não ensinada por um  instrutor idôneo, pode ser perigosamente prejudicial ao corpo e a mente, acarretando problemas musculares e psicológicos ao iniciante da arte. Alguns minutos de aula teórica devem sempre preceder a aula prática, para que o aluno esteja assim mais bem preparado para melhor assimilá-la.

É preciso saber que não devemos procurar a Ioga como fuga ou, então, para sublimar outros problemas, como muitas celebridades e tantas outras pessoas costumam fazer, e sim para através dela, obter o equilíbrio de uma vida sã e conseqüentemente buscar a paz interior.

Existem vários tipos de Ioga: Hatha Ioga, Karma Ioga, Raja Ioga, Bhakti Ioga, jhâna Ioga e tantos outros nomes e denominações, o importante é procurar entendê-la, ainda que panoramicamente. Conhecer uma síntese desses tipos de Ioga nos torna mais compreensivos e menos escravos do cotidiano em que vivemos.

 

 

 

 

 

 


Colunista
Equipe de redação da Revista Dicazine. Desde 2008 trazendo informação relevante e de qualidade, promoções divertidas e fáceis de participar. Assine gratuitamente e faça parte do seleto grupo!
Envie seu comentário

Por favor insira seu nome

Seu nome é requerido

Por favor insira seu email

Um email é requerido

Por favor entre uma mensagem

Customização por inflar.com Criação de Sites e design por WPShower. Política de Privacidade. Google+

Feito com WordPress.

Mais Conhecimento

Para Um Vida Melhor!

"O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã." — Leonardo da Vinci
"Receber essas dicas é como fazer um curso gratuito de conhecimentos gerais! Obrigado!" — Nobre Leitor Dicazine