O Balanço do Branco na Fotografia

Balanço Branco na Fotografia (Foto: Morristowne)

Exemplo de Balanço Branco na Fotografia (Foto: Morristowne)

Quem nunca tirou ‘a’ foto perfeita e se decepcionou ao ver que ela saiu com um tom amarelado? ou azulado?
É bem verdade que muitas vezes é possível arrumar a coloração no computador, com programas de edição de imagem, mas quem gosta de fotografar sabe a frustração de perceber que as cores não sairam exatamente como o esperado.

Muitas vezes, no caso das câmeras digitais, isso acontece por conta do AWB (Auto White Balance), que não regula corretamente o branco da imagem e acaba por influenciar as demais cores da fotografia, dando um indesejado efeito alaranjado, esverdeado ou azulado para a imagem.

Isso se dá ao fato de o AWB ter dificuldade em detectar e regular a cor branca diante de fontes variadas de luz, que podem ser chamadas de ‘fontes quentes’ ou ‘fontes frias’, dependendo do tom que assumem, sendo as fontes frias aquelas com tons ligeiramente azulados, como por exemplo as lâmpadas fluorescentes, e as fontes quentes aquelas com luz mais amarelada, como algumas lâmpadas incandescentes.

Ao olho humano, essa mudança de “temperatura” da luz é quase imperceptível, pois independentemente do tipo de fonte de luz, nosso cérebro automaticamente corrige as diferenças de brilho, mas o AWB da câmera digital não tem essa capacidade, o que acaba por ‘derramar’ essa tonalidade amarelada ou azulada pelo resto da foto.

Dessa forma, muitas vezes uma imagem que aos nossos olhos parece perfeitamente iluminada, sai com uma cor indesejada que pode chegar até mesmo a estragar a foto!

O segredo para evitar que isso acontença é fugir sempre que possível do modo automático da câmera digital, e buscar regular manualmente o balanço do branco.
Uma ferramenta útil e prática são as configurações pré-progamadas que algumas máquinas digitais mais novas apresentam.

Esses modos pré-programados servem para facilitar a configuração na hora de fotografar, pois cada modo já vem com uma configuração pré-definida para cada tipo de foto, adaptada para o ambiente em que a fotografia será tirada, como o modo ‘luz do sol’, para dias claros e em locais abertos, ou ‘dia nublado’, para dias com o tempo escuro e chuvoso, em ambiente aberto.Outras máquinas mais modernas, apresentam até mesmo outras funções para regular o branco, como ‘luz de flash’, e ‘sombra’.

Na maioria das vezes é possível conseguir um resultado satisfatório apenas com esses modos pré-configurados, mas nem sempre a foto sai correspondendo exatamente à realidade, uma vez que a melhor opção, é configurar manualmente tanto quanto possível.

Configurar manualmente é ‘ensinar’ à máquina fotográfica o que é a cor branca e como ela deve se comportar em cada ambiente, de acordo com cada fonte de luz, para assim obter o melhor resultado possível com a imagem.

Para isso, é necessário que a máquina tenha um parâmetro do que deve ser entendido como branco, e isso pode ser feito com um objeto totalmente branco, ou até mesmo com cartões específicos para isso que podem ser encontrados em lojas de equipamentos fotográficos.

Esse objeto ou cartão deve ser enquadrado no foco, preenchendo completamente o visor, e após isso deve ser acionada a função da máquina de fazer varredura nos objetos.

O nome da função pode variar de acordo com a marca ou modelo do equipamento utilizado, e uma consulta rápida no manual é sempre uma boa saída.

Sendo assim, aos fotógrafos de primeira viagem, fica a dica: regular corretamente o branco confere muito mais liberdade na hora de fotografar, permitindo que a criatividade role solta enquanto a máquina capta exatamente aquilo que você imaginou.


Colunista
Estudante de direito, mora em uma cidade pequena do litoral paulista e atualmente trabalha em uma escola de educação infantil. Sempre apaixonada por escrever e por isso escolheu o ramo jurídico, pois nessa área, a escrita e a fala são as principais ferramentas de trabalho. Gosta de poesia, fotografia, música, arte... aprecia todas as formas de expressão e acredita na comunicação como instrumento essencial para a construção de um mundo melhor.
1 comentário nesta dicaComente!
  1. Obrigada!!! Que bom que gostaram, gente!
    Vou estar escrevendo sempre por aqui..se tiverem alguma sugestão de tema vou ficar feliz em ouvir! Bj bj

5 total pingbacks on this post
Envie seu comentário

Por favor insira seu nome

Seu nome é requerido

Por favor insira seu email

Um email é requerido

Por favor entre uma mensagem

Customização por inflar.com Criação de Sites e design por WPShower. Política de Privacidade. Google+

Feito com WordPress.

Mais Conhecimento

Para Um Vida Melhor!

"O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã." — Leonardo da Vinci
"Receber essas dicas é como fazer um curso gratuito de conhecimentos gerais! Obrigado!" — Nobre Leitor Dicazine