Negócio próprio:Espírito empreendedor

Negócio próprio

Ter o próprio negócio é um sonho, ou talvez um ideal que a grande maioria das pessoas almejam, no entanto, saber o melhor momento ou no que e onde investir, é uma tarefa que pode não ser tão simples assim. Também
não é nada para fugir ou desistir como se fosse algo tipo missão impossível ou inalcançável.

Que nunca encontrou um velho amigo (a) que saiu do emprego por ter decidido abrir seu próprio negócio e passado algum tempo diz ter sido um engano ou ter falido?

Nesse momento, o que primeiro vem a mente é: ainda bem que continuei no meu emprego, se tivesse seguido com ele (a), agora estaria no prejuízo.

Tudo bem pensar assim, mas o fato de não ter dado certo para o amigo, não significa que esse fato represente a realidade de todos, que se abrir o seu próprio negócio ficará em maus lençóis tanto quanto ele.

Segurança para abrir um negócio próprio

Bem, vamos por parte, antes de se negar a fazer alguma coisa baseando-se na experiência de outra pessoa, é preciso considerar que muitos fatores devem ser analisados com cautela e que talvez o caro amigo, tenha se
dedicado e investido conforme a situação mas que também tenha agido pro impulso ou por emoção sem antes fazer um real levantamento do tipo de risco e como poderia se manter, respeitando o prazo de retorno estimado que cada
investimento oferece. Abrir um negócio requer a análise de muitos fatores e especular os motivos que levaram o prezado amigo a encerrar as atividades sem uma base real, seria pura especulação.

Antes de abrir qualquer negócio, é importante avaliar como está a energia do seu espírito empreendedor. Independente se é um operário ou um executivo, ter em mente a força vibratória e o foco nas possibilidades que
tornam um empreendedor diferente dos conformistas.

O espírito empreendedor, é aquele que pensa em abrir um negócio mas que ao mesmo tempo, assume um postura de pensamentos com vistas nas realizações. Para usar um exemplo simples vamos contar uma historinha: Três
pedreiros ao serem inqueridos sobre o que faziam o primeiro respondeu que estava ali pelo dinheiro, o outro porque mandaram e o terceiro disse: eu construo casas.

Veja bem a diferença, o terceiro deu importância ao seu trabalho, a sua capacidade e que por isso o fator financeiro seria um resultado dessa dedicação.

Pense nisso!

 

 

 

 

 


Colunista
Autora e roteirista, com livros, webs novelas e artigos na bagagem. Presta com consultoria em gestão de mídias e treinamento de formação profissional.
Envie seu comentário

Por favor insira seu nome

Seu nome é requerido

Por favor insira seu email

Um email é requerido

Por favor entre uma mensagem

Customização por inflar.com Criação de Sites e design por WPShower. Política de Privacidade. Google+

Feito com WordPress.

Mais Conhecimento

Para Um Vida Melhor!

"O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã." — Leonardo da Vinci
"Receber essas dicas é como fazer um curso gratuito de conhecimentos gerais! Obrigado!" — Nobre Leitor Dicazine