Namoro: Me apaixonei por um homem que não faz o meu tipo, e agora?

A paixão é uma emoção que nos impulsiona e nos desperta, dando uma motivação maior para nos relacionarmos amorosamente. Um namoro sem paixão é algo seco, distante, onde a razão diz para acabar e começar de novo com outra pessoa, em outro lugar ou dar um tempo para si.

 

 É comum confundirmos os sentimentos e as emoções, essa coisa de ter de rotular o que se está sentindo, às vezes é contraditório, na maioria das vezes em que se apaixonou, na verdade o que se sentiu foi um espasmo da paixão, tanto é que tem gente que se pergunta, como pode uma pessoa se apaixonar tantas vezes e deixar de gostar de tão rápido. Esse comportamento é acompanhado e comentado pelos que acompanham as revistas com notícias de artistas e celebridades. Muitas pessoas acreditam que só no meio artístico isso acontece ou que pessoas assim são volúveis. Se seguirmos essa linha, estaremos julgando o comportamento alheio e não é raro; imitando de modo inconsciente, por isso, quer seja uma coisa ou outra, não se deve rotular os sentimentos alheios.

Nessa idéia do homem perfeito, do perfil do tipo de homem que se quer para si, pode acontecer, e ninguém está livre, de se apaixonar por um homem que não chega nem perto do que se pensa como ideal, ou pelo menos do que se modelou na mente como ” o meu namorado”.

Quando se apaixona pelo tipo de homem com o qual jamais se programou mentalmente, surge naturalmente a pergunta:

Me apaixonei por um homem que não faz o meu tipo, e agora, devo terminar com ele?

Para responder essa pergunta, é preciso fazer algumas outras:

Quem disse que não é seu tipo? Tem a ver com a aparência dele ou o caráter? É pelo fato de não ser tão bonito e por tanto não vai encher as amigas de inveja? É pela condição financeira ou nível educacional?

Antes de tomar qualquer decisão, é importante separar a fantasia da realidade, ou seja; não querer que o outro atenda o perfil imáginário que você traçou, ele é real e tem dificuldades e virtudes, assim com todos nós. Esse assunto de “tipo“, deve ser entendido que pessoa não é mercadoria, essa idéia equivocada chegou e ficou, claro que todos tem suas preferências. Tem mulheres que se interessam mais por homens altos, outras pelos sarados e bronzeados, outras pelos românticos e sedutores, outras pelos diretos, outras pelos bem sucedidos e por aí vai, a lista é longa, mas o que importa mesmo são seus sentimentos e emoções para com ele e se há reciprocidade nessa paixão por parte dele também.

Tire um tempo para si e analise com tranquilidade evitando ser severa consigo mesma, pense em quais os motivos reais que a levaram a estar com ele sem fantasiar sitiuações, o que lhe despertou o interesse e a conduziu para a paixão, afastando as idéias pré-concebidas do que você idealiza como seu tipo.

Após analisar os fatos, se ele for recepitivo e não houver maiores impedimentos além dessa questão de ” tipo” e acreditar que vale investir nessa relação, então saberá o caminho a seguir.

Seja Feliz!

 

 

 


Colunista
Equipe de redação da Revista Dicazine. Desde 2008 trazendo informação relevante e de qualidade, promoções divertidas e fáceis de participar. Assine gratuitamente e faça parte do seleto grupo!
Envie seu comentário

Por favor insira seu nome

Seu nome é requerido

Por favor insira seu email

Um email é requerido

Por favor entre uma mensagem

Customização por inflar.com Criação de Sites e design por WPShower. Política de Privacidade. Google+

Feito com WordPress.

Mais Conhecimento

Para Um Vida Melhor!

"O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã." — Leonardo da Vinci
"Receber essas dicas é como fazer um curso gratuito de conhecimentos gerais! Obrigado!" — Nobre Leitor Dicazine