Educação Infantil:Quando a criança aprende a mentir?

As cianças são muito atentas e mais espertas do que nós adultos imaginamos, claro que considerando que elas são ingênuas e inocentes, a malícia só vai sendo introduzida de acordo com o crescimento, embora às vezes, possa parecer que sabem o que estão fazendo. Podem até saber que não é certo mas não distinguem os riscos, o significado real e as consequências enquanto não tem maturidade necessária para tais entendimentos. Para melhor entender, basta lembrar da nossa própria infância, se hoje percebemos com clareza o que acontecia, antes nem sempre foi assim. Víamos, ouvíamos, achavamos que entendíamos mas não tinhamos a compreesnsão exata das coisa toda como a realidade hoje nos apresenta, isso se chama maturidade.

Fantasias de criança

As criança aprendem a mentir com muita facilidade, para elas, é um mixto de bricadeira que não faz mal nenhum, mesclar a realidade com a fantasia e isso pode se estender para a vida adulta quando não obeservado, ou seja; quando os adultos não percebem até qque ponto é uma brincadeira do conto de fadas, dos bonecos e desenhos e quando está no mundo real.

Os pais muito orientam e se esforçam em educar os filhos para não mentir, dizendo que mentir é feio e coisa e tal. Estão perfeitos nas suas colocações, a mentira é um artifício para fulga. Quando não se quer encarar uma situação que se apresenta na vida, a pessoa temendo represálias acaba mentindo, criando e inventando histórias temendo enfrentar os fatos e acreditando que está se livrando de um aborrecimento. Essa atitude tem um “Q” de fraqueza, ou seja; o medo do outro não entender e acabar por gerar uma reação da qual não está pronto para enfrentar.

Falando em enfrantar…, o enfrentamento, o lidar com a verdade, não tem nada a ver com agressão física, ou discussão acirrada gerando incompreensão. Nós humanos, precisamos e podemos usar a inteligência racional para tudo.

Quando a criança aprende a mentir

É comum os pais ou quando não os responsáveis, chamarem à atenção da criança para que não mintam, mas em muitas das vezes, as crianças não entendem e apredem extamente ao contrário do que foi ensinado. Isso acontece porque os adultos são verdadeiras vitrinis para eles que ainda não tem uma formação apropiada para distinguir a teoria da prática, as crianças observam o comportamento dos pais e tendem a imitar as titudes. Um exemplo clássico, é quando o telefône toca e a mãe ocupada pede para a criança atende r e dizer que a mamãe não está. Não se engane, até a pessoa que está do outro lado da linha, desconfia que não quer atender.

Outro exemplo é quando o pai sai com o filho, encontra alguém na rua que a esposa não tem simpatia e depois diz para a criança não contar nada para a mãe e o que é pior; acrescenta que se ela souber ficará zangada e pede para dizer que não viu ninguém.

Ora, entendemos ambas as situações, só que sem perceber, já estão ensinando a mentir. Certamente essa criança não terá outra alternativa a não ser aprender a agir da mesma forma como nós adultos agimos.


Colunista
Equipe de redação da Revista Dicazine. Desde 2008 trazendo informação relevante e de qualidade, promoções divertidas e fáceis de participar. Assine gratuitamente e faça parte do seleto grupo!
Envie seu comentário

Por favor insira seu nome

Seu nome é requerido

Por favor insira seu email

Um email é requerido

Por favor entre uma mensagem

Customização por inflar.com Criação de Sites e design por WPShower. Política de Privacidade. Google+

Feito com WordPress.

Mais Conhecimento

Para Um Vida Melhor!

"O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã." — Leonardo da Vinci
"Receber essas dicas é como fazer um curso gratuito de conhecimentos gerais! Obrigado!" — Nobre Leitor Dicazine