Economia:Controle o uso do seu Cartão de Crédito

Cartão de crédito

O cartão de crédito é cada vez mais utilizado como auxiliar na renda familiar, o que não é muito bom em se tratando de adicionar o valor do limite como se fosse uma renda extra, assim como acontece para muitas pessoas que lançam mão do cheque especial.

 

Sabemos que o cartão de crédito facilita muito na hora de fazer as compras ou simplesmente um passeio ou, outro meio de lazer. O parcelamento oferecido por meio do cartão de crédito é mais rápido e as lojas costumam divulgar que estão contemplando os clientes com compras parceladas sem juros no cartão, é um atrativo e tanto se considerar que com a prestação em carnê, eles alegam que precisam imbutir acréscimos por diversos motivos, que podem ser para uma financeira credenciada para verificar a legitimidadae do crédito entre algumas outras desculpas que forçam o comprador a optar pelo uso do seu cartão de crédito.

Não estamos de modo algum, orientando ninguém a não ter ou não utilizar o seu cartão de crédito, longe disso, o cartão, independente da bandeira (empresa administradora, conhecida também como operadora de crédito), é muito bom quando utilizado com critério.

Temos acompanhado nas pesquisas, que cada vez mais sobe o número de devedores de cartão, esse é um sinal de que está sendo usado além daquilo que se possa pagar por mês ou seja; ficar pagando o valor mínimo da fatura, transforma esse crédito rotativo em uma verdadeira bola de neve que se não conseguir reverter a situação, em pouco tempo, torna-se uma avalenche de juros e sem exageros nos termos. É isso mesmo, o pagamento mínimo, só interessa, de certo modo, a operadora do cartão.

Pensando nisso, o Governo, aplicou uma nova regra para o pagamento mínimo dos cartões de crédito, atualmente, o valor mínimo a ser pago pelo cliente é de 10% do valor total e no mês seguinte, os juros são incorporados. Por isso, a determinação Governamental agora é de 15% à 20% por cento do mínimo, para estimular os clientes detentores de cartão de crédito à pagar o total das faturas mensais.

Aprenda a ter controle do seu cartão de crédito

Uma das formas de controlar o cartão de crédito é partindo do princípio de não vê-lo como extensão do salário, o nome já diz tudo, cartão de crédito e não renda extra, por tanto, só use o que puder cumprir, de preferência não comprometendo todo o limite, nem do cartão, nem da sua renda mensal líquida.

Outra dica que cabe para o uso, é não se deixar levar pelas as ofertas tentadoras, se você é do tipo que adora comprar roupas novas e, vamos combinar; é muito bom. Tire o cartão da carteira e guarde em casa até aprender a se controlar. Comprometa no máximo um pagamento mensal de 30% da sua renda líquida e assim não ficar refém de um só meio de pagamento.

Essas simples dicas que podem parecer um pouco radicais, na verdade são para evitar que num momento que realmente precise, esteja com o cartão todo compromerido e saiba; isso sempre acontece quando se está descapitalizado.

Pense Bem!


Colunista
Equipe de redação da Revista Dicazine. Desde 2008 trazendo informação relevante e de qualidade, promoções divertidas e fáceis de participar. Assine gratuitamente e faça parte do seleto grupo!
Envie seu comentário

Por favor insira seu nome

Seu nome é requerido

Por favor insira seu email

Um email é requerido

Por favor entre uma mensagem

Customização por inflar.com Criação de Sites e design por WPShower. Política de Privacidade. Google+

Feito com WordPress.

Mais Conhecimento

Para Um Vida Melhor!

"O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã." — Leonardo da Vinci
"Receber essas dicas é como fazer um curso gratuito de conhecimentos gerais! Obrigado!" — Nobre Leitor Dicazine