COMPRAR, COMPRAR, COMPRAR: Vencendo o Consumismo

“Compre Batom, compre Batom”, esse era o mantra repetido num famoso comercial de chocolate nos anos 90. E por mais que você não estivesse com vontade de comer chocolate, na mesma hora sentia um louca necessidade de ir ao mercado mais próximo e comprar um Batom.

Consumismo e o planet (Por: Chris Madden)

“Consumismo” por Chris Madden

As propagandas que bombardeiam diariamente, as facilidades de crédito, as promoções IMPERDÍVEIS e a cultura capitalista que nos cerca, acabam por transformar uma multidão em consumistas initerruptamente. Tudo que se vê, se deseja.

E de repente você se convence que precisa trocar de celular, pois o seu já tem um ano. Depois acredita que é um investimento comprar duas calças pela metade do preço, mesmo que tenha muitas no guarda-roupa. E no fim do percebe que precisa de sapatos novos. O consumismo CRIA necessidades para nós, que até então nem sabíamos ter. Não mais que de repente todos acreditam piamente que não podem viver sem um tablet. Outros tem por certo que GPS é fundamental. E assim o ciclo do consumo segue, vendendo, vendendo, vendendo… Não apenas produtos, mas estilos de vida.

É interessante observar que o objeto de consumo varia de acordo com o sexo. Os homens, em geral, direcionam seu interesse para carros, eletrônicos, TV’s, jogos e afins. Já as mulheres normalmente se focam em roupas, jóias, sapatos, bolsas, objetos decorativos e por ai vai.

Só que independente do que se compra, o consumismo pode se tornar um problema e causar danos à vida financeira. É preciso ter controle na hora de comprar para não se arrepender depois, quando chegar o extrato bancário ou a fatura do cartão.

E aqui vão algumas dicas para te ajudar a obter controle financeiro:

*PREFIRA COMPRAR À VISTA

Não é difícil encontrar promoções que dividem suas compras em até 12x sem juros!!! Você se empolga com as prestações pequenas, passa no cartão e compra, compra, compra. No fim do mês as parcelas se somam e o montante é de meter medo. Quando você junta dinheiro e paga à vista, pode não apenas conseguir um desconto, mas quita seu débito e não adquire uma dívida. O problema é que a palavra de ordem do consumismo é AGORA, sem te dar a opção de esperar para poupar.

*NÃO GASTE MAIS DO QUE GANHA

É importante ter consciência do que se ganha e procurar se manter fiel ao orçamento. O que causa dívida é justamente comprar além do que se pode pagar.

*ANOTE OS GASTOS DIÁRIOS

Tenha sempre caneta e papel para anotar TUDO que você gasta durante o dia. Com essas anotações você poderá ter noção dos grandes e pequenos gastos, verificando o que pode cortar das despesas por ser algo supérfluo.

*NÃO COLECIONE CARTÕES

Você não precisa ter vários cartões de crédito. Eles dão uma falsa ilusão de que você não está gastando nada, mas sempre precisará pagar a conta no fim do mês. Quando for usar algum cartão divida no menor número de parcelas possível, assim você se livra mais rápido da dívida. Além disso, busque pagar a fatura no dia correto e evite o pagamento mínimo. Tais medidas te ajudam a se livrar (um pouco) dos juros.

*SAIA COM FOCO E DINHEIRO CONTADO

Se precisar sair e comprar algo específico mantenha o foco. Evite dispersões e para isso leve o dinheiro apenas necessário para sua compra. Tire os cartões da carteira e seja direto, objetivo. As lojas são planejadas para chamarem a atenção e as tentações são inúmeras. Focando-se no que precisa e com dinheiro apenas para isso, ficará mais difícil sucumbir.

*PERGUNTE-SE “EU PRECISO DISSO?”

Há uma diferença entre precisar e querer. Você precisa ser sincero consigo mesmo e na hora de comprar, diferenciar entre precisar, ter uma necessidade, ou querer, e sucumbir ao desejo. É claro que algumas vezes você vai comprar uma coisa que deseja, mas essa não pode ser a rotina, senão logo vai estar rodeado de entulhos.

Essas dicas podem ajudar a equilibrar as finanças pessoais. Mas o assunto não termina aqui. O consumismo pode virar doença e é sobre isso que o próximo artigo dessa coluna irá falar! Não perca.


Colunista
Psicóloga com atuação em hospitais e clínica. Apaixonada por livros, faz uso do seu tempo livre para escrever e trazer dicas baseadas em sua experiência como profissional. Além de possuir um blog e auxiliar pessoas do Brasil todo através dessa rede social. Fernanda é baiana, mas atualmente mora em Recife. Conheça o novo projeto dela: "Os contos sem fada"
3 total comments on this postComente!
  1. Que Matéria Maravilhosa, Abriu Os Meus Olhos, Muito Boa Mesmo…

  2. A mídia é um grande fator preponderante para o consumo inconsequente, somos condicionados a gostar pq alguém usa, ou porque todos dizem que é o melhor, as vezes passamos a gostar do que não apreciávamos. Já fiz um estudo sobre isso e sei o poder das mensagens subliminares a fim de impingir o indivíduo a comprar um produto. Gostei muito das dicas, como sempre vc escolhe muito bem os temas tenho certeza que ajudará a muitos!!!

  3. É incrível que ainda ontem estava falando sobre isso com minha nora e descobrimos até que já existe a doença do consumismo, que loucura hein??? Quem diria que o consumismo exagerado se torna muitas vezes uma doença. uma coisa é certa, tudo que é feito em demasia, é sobra, e se sobra, algo está errado…
    Mais uma vez Parabéns por essa excelente matéria que nos ajuda a refletir até que ponto, tb nós não somos consumistas exagerados…
    Que Deus continue lhe inspirando a escrever textos tão interessantes e importantes como tem sido. Cada dia, vc tem se superado mais e mais…

2 total pingbacks on this post
Envie seu comentário

Por favor insira seu nome

Seu nome é requerido

Por favor insira seu email

Um email é requerido

Por favor entre uma mensagem

Customização por inflar.com Criação de Sites e design por WPShower. Política de Privacidade. Google+

Feito com WordPress.

Mais Conhecimento

Para Um Vida Melhor!

"O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã." — Leonardo da Vinci
"Receber essas dicas é como fazer um curso gratuito de conhecimentos gerais! Obrigado!" — Nobre Leitor Dicazine