5 Livros Que Te Levarão Para Aventuras em Alto-mar

livros-aventuras-alto-mar

Existiu uma época na História em que muitos homens viveram grandes aventuras, enfrentaram seres gigantescos e desconhecidos, encararam tempestades terríveis e imensa solidão em meio à imensidão dos sete mares. Essa época foi conhecida como a Era das Grandes Navegações. Milhares de homens corajosos se lançaram ao mar com sonhos que lhes inflamavam o coração. Embarcavam em naus sem a certeza de que chegariam ao objetivo traçado; estavam certos apenas de que teriam os mais incríveis desafios, enfrentariam piratas se eles mesmos não fossem os piratas, descobririam novas terras e encontrariam os mais valiosos tesouros.

As histórias que chegavam aos ouvidos desses homens em tabernas eram tão magníficas que os faziam imediatamente se alistarem em embarcações que os esperavam nos portos mais próximos. Muitos desses navegadores gravaram suas aventuras com palavras escritas em diários de bordo. Mais tarde, muitos desses escritos tornaram-se livros e as aventuras pelos sete mares chegaram às casas de muitas outras pessoas que nunca havia nem ao menos sentido o cheiro salino das águas das praias. Os livros permitiram novas pessoas a se aventurarem pelos oceanos e desbravarem territórios desconhecidos.

Hoje são poucos os homens que partem para aventuras em alto-mar, mas aqueles textos transcritos por aventureiros ainda nos possibilitam experimentar um pouco dos gostinhos de uma viagem cheia de perigos e incertezas. Neste artigo, você encontra cinco livros que irão preencher sua mente com muita água salgada. Escolha um deles, senão todos, e parta para novos desafios em meio ao oceano tão cheio de mistérios.

1. A Ilha do Tesouro: O livro A Ilha do Tesouro foi publicado em 1883 por Robert Louis Stevenson. Como em grande parte das histórias que se passam na Era das Navegações, ó livro tem início em uma escura e descuidada hospedaria. Nessa história, um jovem tem a vida alterada da noite para o dia e se vê lançado ao mar em busca de um valioso tesouro. Muitos desafios e aventuras o esperam durante esse caminho. A Ilha do Tesouro talvez seja a mais celebrada história de pirataria e aventuras marítimas. Foi inspiração para inúmeras outras histórias e é bem provável que o leitor encontre muita relação entre Pitaras do Caribe e A Ilha do Tesouro.

2. Moby Dick: Moby Dick é uma das histórias marítimas mais conhecidas de todos os tempos, foi escrita por Herman Melville. Diferente de A Ilha do Tesouro, Moby Dick narra o incansável desejo por vingança do capitão Acab, que teve a perna amputada durante uma terrível luta com a gigantesca baleia Moby Dick. Nessa história o leitor é levado numa viagem junto ao baleeiro Pequod, mas isso não significa que as aventuras serão poucas, ao contrário, muitos desafios e peripécias estão por vir página após página.

3. Robinson Crusoé: Diferente dos demais livros, Robinson Crusoé é uma história que passa mais tempo em terra firme do que sobre as ondas do mar. Mas tudo começa com o jovem Robinson desejando loucamente partir para o oceano e experienciar grandes aventuras. Depois de tantas navegações, Robinson Crusoé acaba sendo o único sobrevivente de um naufrágio, mas, acreditar que suas aventuram terminam por aí é o maior engano de todos. As maiores aventuras e um enorme extinto de sobrevivência surgem em meio a muita criatividade misturada com muita solidão. Daniel Defoe publicou Robinson Crusoé em 1719 e a obra perdurou através dos anos como uma das mais importantes da literatura mundial.

4. 20.000 Léguas Submarinas: Nesse livro, o leitor não mais enfrenta aventuras alucinantes sobre as ondas marinhas, ele é levado para as profundezas dos mares e enfrenta terríveis e imensos monstros em meio a florestas de plantas nunca antes encontradas em nenhuma superfície terrena. Júlio Verne descreve com maestria o mundo ainda desconhecido das profundezas marítimas. 20.000 Léguas Submarinas é um clássico da ficção científica e continua conquistando jovens ao redor do mundo.

5. O Corsário Negro: Um corsário é um pirata que possui a autorização de algum governo para pilhar e praticar pirataria contanto que parte dos ganhos seja destinada à coroa. Em O Corsário Negro, obra escrita por Emílio Salgari, o leitor poderá viajar por mais uma incrível história de vingança que vaga os sete mares. Conhecerá os corsários e quão glamoroso pode ser um pirata. Talvez essa seja a obra dos dândis marinhos, homens de respeito e de honra. Uma aventura sem tamanho, provando que o mar, tanto quanto é traiçoeiro em alguns momentos, pode ser fascinante além da conta.


Colunista
Rafael Marchesin é escritor. Em 2012 publicou o livro de contos Sonhos FM. É formado em Publicidade e Propaganda. É apaixonado por desafios e alguns deles o levaram a participar de algumas produções cinematográficas e até trabalhar como editor de vídeo.
Envie seu comentário

Por favor insira seu nome

Seu nome é requerido

Por favor insira seu email

Um email é requerido

Por favor entre uma mensagem

Customização por inflar.com Criação de Sites e design por WPShower. Política de Privacidade. Google+

Feito com WordPress.

Mais Conhecimento

Para Um Vida Melhor!

"O conhecimento torna a alma jovem e diminui a amargura da velhice. Colhe, pois, a sabedoria. Armazena suavidade para o amanhã." — Leonardo da Vinci
"Receber essas dicas é como fazer um curso gratuito de conhecimentos gerais! Obrigado!" — Nobre Leitor Dicazine